Indústria petroquímica na Roménia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campo de petróleo na Segunda Guerra Mundial

A Roménia foi um dos maiores produtores de petróleo na Segunda Guerra Mundial. O óleo extraído da Roménia foi essencial para as campanhas de guerra alemães.[1][2] A indústria petroquímica perto Ploieşti foi bombardeada fortemente pelos bombardeiros americanos. Após a guerra, a reconstrução e expansão pesado foi feito sob o regime comunista. Desde então, a maioria da indústria foi privatizada.

Por possuir uma substancial capacidade de refino de petróleo, a Roménia é particularmente interessada nos oleodutos que conectam a Ásia com a Europa Central e procura reforçar as suas relações com alguns países golfo Pérsico. Com 10 refinarias e uma capacidade de refinação global de cerca de 504.000 bbl/dia (80.100 m3/dia), a Roménia tem a maior indústria de refinação na região.

A capacidade de refino da Roménia excede em muito a demanda interna de produtos petrolíferos refinados, permitindo ao país exportar uma ampla gama de produtos petrolíferos e petroquímicos - como lubrificantes, betume, e fertilizantes para toda a região.[3]

Refinarias[editar | editar código-fonte]

" Refinaria "Petromidia" em Năvodari

Esta é uma lista incompleta de refinarias de petróleo na Roménia:

  • Arpechim Refinery, (Petrom/OMV), (70000|oilbbl/d)
  • Astra Refinery, (Interagro), (20000|oilbbl/d)
  • Petrobrazi Refinery, (Petrom/OMV), (90000|oilbbl/d)
  • Petromidia Constanţa Refinery, (Rompetrol), (100000|oilbbl/d)
  • Petrotel LUKoil Ploieşti Refinery, (LUKOIL), (68000|oilbbl/d)
  • Petrolsub Suplacu de Barcău Refinery, (Petrom/OMV), (15000|oilbbl/d)
  • RAFO Oneşti|RAFO Oneşti Refinery, (Calder A), (70000|oilbbl/d)
  • Steaua Romană Câmpina Refinery, (Omnimpex Chemicals), (15000|oilbbl/d)
  • Vega Ploieşti Refinery, (Rompetrol), (20000|oilbbl/d)

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]