Institut national de la recherche agronomique

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Château de Vilvert, em Jouy-en-Josas, sede do primeiro centro INRA

O Institut national de la recherche agronomique (INRA; em português, 'Instituto Nacional da Pesquisa Agronômica') é um estabelecimento público de caráter científico e tecnológico francês, voltado à pesquisa em agronomia. Fundado em 1946, é presidido por François Houllier desde 2012. Administrativamente, está duplamente vinculado ao Ministério do Ensino Superior e da Pesquisa e ao Ministério da Agricultura da França.

Primeiro instituto de pesquisa agronômica da Europa e segundo do mundo em número de publicações na sua área de atuação[1], o INRA realiza pesquisas relacionadas com alimentação, agricultura e meio ambiente. Tem como objetivo declarado o desenvolvimento de uma agricultura sustentável e, ao mesmo tempo, competitiva, adaptada às necessidades nutricionais humanas e às novas utilizações dos produtos agrícolas.[2]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

1. 828 pesquisadores em ciências naturais e ciências humanas, 2.427 engenheiros, 4.249 técnicos e administrativos compõem o quadro permanente INRA. Anualmente, 1.784 doutorandos, além de 1.000 estagiários e pesquisadores estrangeiros, são recebidos pelo Instituto.

As pesquisas do INRA se distribuem nos seus 13 departamentos científicos :

O INRA dispõe de dispositivos originais e bases de dados abertos à comunidade científica: observatórios de pesquisa do meio ambiente, centros de recursos genéticos, plataformas experimentais etc.

Referências

  1. Segundo números do Institute for Scientific Information (ISI) citados no site do INRA.
  2. «INRA Jalons historiques» 
  3. INRA. Sciences pour l’action et le développement
Ícone de esboço Este artigo sobre Agronomia é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.