Instituto Paulo Montenegro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Instituto Paulo Montenegro (IPM) é uma organização sem fins lucrativos brasileira vinculada ao Ibope, criada em 2000, cujo objectivo é desenvolver e executar projetos na área da educação que contribuam para melhorar a qualidade do sistema educativo nacional.[1][2]

Desde 2001, o Instituto realiza e publica um estudo anual que indica o nível de alfabetismo funcional da população adulta brasileira, o Indicador de Alfabetismo Funcional (INAF).[3] Desde o primeiro ano de publicação, o INAF vem sendo usado no Brasil como método direto de avaliação de alfabetismo funcional. Os testes são realizados em parceria com o Ibope, em amostras de dois mil indivíduos representativos da população brasileira, para todas as regiões, com uma margem de erro de dois pontos percentuais, para baixo e para cima.[4]

Referências

  1. Igualdade das relações étnico-raciais na escola possibilidades e desafios para a implementação da Lei no 10.639/2003. [S.l.]: Editora Peirópolis. 2007. 86 páginas 
  2. Instituto Paulo Montenegro: Instituto Paulo Montenegro, accessdate: February 2, 2017
  3. Studium veritatis de la Universidad Católica Sedes Sapientiae Lima-Perú, Volumes 10-11, Universidad Católica Sedes Sapientiae, 2007, p. 109
  4. Lucia Santaella (2014). Comunicação ubíqua Repercussões na cultura e na educação. [S.l.]: Pia Sociedade de São Paulo - Editora Paulus. ISBN 85-349-3702-8 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Sítio oficial

Ícone de esboço Este artigo sobre Organizações não governamentais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.