Instituto de Humanidades, Artes & Ciências Professor Milton Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde dezembro de 2016).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Instituto de Humanidades, Artes e Ciências
IHAC
Universidade Universidade Federal da Bahia
Fundação 2008
Tipo de instituição Unidade universitária
Professores 61
Diretor Messias Guimarães Bandeira
Vice-diretor Genaro Fernandes de Carvalho Costa
Alunos 5.000
Localização Salvador, Bahia – Brasil
Campus Ondina
Site www.ihac.ufba.br

 O Instituto de Humanidades, Artes & Ciências Professor Milton Santos (IHAC) é a unidade responsável por ofertar os cursos dos bacharelados interdisciplinares (BIs) da Universidade Federal da Bahia em Salvador[1]. Atualmente possui 61 professores efetivos[2], 28 servidores técnico-administrativos[3] e cerca de 5.000 alunos de graduação e de pós-graduação[4].

Com os BIs, a UFBA tem um modelo de formação curricular equiparado à Universidade de Bolonha (a mais antiga da Europa – 1088[5]) que desde 1999[carece de fontes?], implementou o regime de ciclos, criando um intercâmbio entre diversas universidades no mundo.

Cursos[editar | editar código-fonte]

Graduação[editar | editar código-fonte]

Bacharelados Interdisciplinares[editar | editar código-fonte]

O IHAC oferta anualmente, através do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), 4 modalidades de graduação, os bacharelados interdisciplinares, divididos em regime de 2 ciclos:

Primeiro Ciclo Oferta de vagas Duração

mínima

Segundo Ciclo Duração

mínima

Duração

total

Bacharelado Interdisciplinar em Artes 300 3 semestres Área de Concentração

ou Grande Área

3 semestres 6 semestres
Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades 400
Bacharelado Interdisciplinar em Saúde 300
Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia 300

Áreas de Concentração[editar | editar código-fonte]

Ao término do primeiro ciclo do bacharelado interdisciplinar, o estudante está automaticamente habilidade a cursar o segundo ciclo de formação específica, podendo optar por uma área de concentração ou grande área:

Área de Concentração BI Artes BI Humanidades BI Saúde BI Ciência e Tecnologia
Políticas e Gestão da Cultura SI X
Arte e Tecnologia X X
Estudos Jurídicos X
Cinema e Audiovisual X X X

Progressão CPL[editar | editar código-fonte]

Após o término do bacharelado interdisciplinar (6 semestres), o egresso receberá um diploma de bacharel de seu respectivo curso e poderá optar pela progressão automática em uma segunda graduação (curso de progressão linear), mediante processo seletivo interno, com reserva de vagas garantida. Ou, uma vez possuidor de diploma de nível superior, poderá realizar processo seletivo para cursos de pós-graduação em qualquer universidade.

Pós-graduação[editar | editar código-fonte]

O IHAC abriga 4 programas de pós-graduação, ofertando anualmente, através de processo seletivo específico, cursos de mestrado e doutorado de característica multidisciplinar:

Programa Mestrado Doutorado Conceito CAPES
Programa Multidisciplinar em Cultura e Sociedade 30 vagas 15 vagas 4
Programa de Pós-Graduação em Estudos Interdisciplinares sobre a Universidade 30 vagas -
Programa Pós-Graduação em Relações Internacionais 15 vagas -
Mestrado Profissional em Artes 30 vagas -

Ciclos[editar | editar código-fonte]

Como o curso superior brasileiro possui uns 200 anos, ele iniciou seguindo o modelo francês e alemão até que em 1960 o modelo norte-americano começou a ser copiado.

O projeto original do antropólogo Darcy Ribeiro em 1996 foi baseado neste modelo americano que tem uma visão mais próxima de uma gestão empresarial, vivida na globalização econômica e social da atualidade. Este novo modelo é baseado em ciclos, o qual ao ser implementado pelo Plano de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni) pela Lei nº 6.096 de 24 de abril de 2007 tinha como objetivo ampliar o acesso dos estudantes e criar as condições de sua permanência no ensino superior.

Essa oferta do curso de BI em 3 ciclos, de modo inovador[necessário esclarecer], faz parte do projeto Universidade Nova[6], a qual visa combater a profissionalização precoce e a evasão dos cursos de graduação, tentando superar a dicotomia dos modelos de Bolonha e americano. Além de enfrentar o desafio de garantir o padrão de qualidade e quantidade da educação superior brasileira em comparação com as universidades do mundo.

Segundo o ex-reitor da Universidade Federal da Bahia, Naomar de Almeida Filho, a Universidade Nova trabalha em uma mudança completa na matriz curricular das universidades públicas brasileiras.

Os bacharelados interdisciplinares da Universidade Federal da Bahia são uma forma de graduação polivalente, oferecem várias possibilidades de estudo e são oferecidos nas áreas: Humanidades, saúde, artes e tecnologias com estrutura modular, progressiva e flexível.

O primeiro ciclo, caracteriza-se por formar os alunos no modelo interdisciplinar, passando pelas áreas de produção científica, tecnológica, artística, social e cultural. Ela é pré-requisito para os próximos ciclos.

Com a conclusão do primeiro ciclo, o aluno escolhe de uma área específica para profissão.

Referências

  1. «Site do IHAC (Instituto de Humanidades Artes e Ciências)». Consultado em 19 de agosto de 2014 
  2. «IHAC – UFBA  » Docentes». www.ihac.ufba.br. Consultado em 26 de dezembro de 2016 
  3. «IHAC – UFBA  » Equipe Técnica». www.ihac.ufba.br. Consultado em 26 de dezembro de 2016 
  4. «IHAC – UFBA  » Messias Guimarães é eleito Diretor do IHAC». www.ihac.ufba.br. Consultado em 26 de dezembro de 2016 
  5. «Oldest university». Guinness World Records 
  6. Almeida Filho, Naomar. «www.ces.uc.pt/bss/documentos/UFBA_universidade_nova.pdf» (PDF)