Inversor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Um inversor para um solar montado planta free-standing, em Speyer, às margens do Reno.
Visão geral do inversor

Um inversor, inversor de frequência, ou ainda ondulador, é um dispositivo elétrico ou eletromecânico capaz de converter um sinal elétrico CC (corrente contínua) em um sinal elétrico CA (corrente alternada).[1]

Os inversores elétricos não possuem partes móveis (também chamados de estado sólido) e são os mais utilizados atualmente. Existem diversas aplicações, tais como a alimentação de computadores via "no-break" (UPS), accionamento de motores eléctricos, ou até em aplicações mais especificas como o seu uso em transporte de energia eléctrica, em corrente contínua (por exemplo, em Itaipu). Neste caso, a energia é gerada em corrente alternada, em seguida é rectificada transformando-a em corrente contínua, é transportada, e no fim é convertida em corrente alternada utilizando um inversor.

Os inversores também são utilizados com muito sucesso em aplicações envolvendo energia solar e energia eólica, tanto no fornecimento aos consumidores locais (da própria residência) como na interligação com as concessionárias de energia elétrica (para maiores detalhes, veja Inversor Grid-Tie).

Descrição do funcionamento[editar | editar código-fonte]

O processo de inversão consiste em fornecer, na saída do inversor, uma tensão alternada (220V/60Hz, por exemplo), ou corrente alternada , utilizando para isso tensão/corrente contínua como alimentação (por exemplo uma bateria de carro convencional de 12V).

Para tal, utilizam-se interruptores ou chaves eletrónicas. Estas chaves controladas podem ser (transistores, IGBTs, IGCTs) ou MOSFETs.

Utilizações dos inversores[editar | editar código-fonte]

Sendo capaz de gerar um sinal alternado, em tensão ou corrente, com características definidas pelo controle utilizado, o inversor também é utilizado para compensar distúrbios na rede elétrica (quedas de tensão, por exemplo). Quando a intensidade da luminosidade de lâmpadas convencionais (incandescentes) oscila em horários de pico, o que está se passando com a tensão elétrica ali é uma oscilação na sua tensão. É sabido que isso pode danificar aparelhos eletroeletrônicos domésticos, e não só eles.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Inversor de Frequência. Universidade Federal de Santa Maria. Página visitada em 4 de novembro de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre eletrônica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.