Isaak Rubin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Isaak Illich Rubin (em russo: Исаа́к Ильи́ч Ру́бин; 12 de junho de 1886 – 27 de novembro de 1937) foi um advogado e economista russo e é considerado um dos mais importantes intérpretes da teoria do valor de Karl Marx.

Na juventude Rubin associou-se ao Bund e, mais tarde, aos mencheviques. Retirou-se da política em 1924, tornando-se um pesquisador do Instituto Marx-Engels em 1926. Esse Instituto foi criado e dirigido por David Riazanov, que foi perseguido por Joseph Stalin a partir de 1930. [1] Naquele ano, Rubin foi preso e acusado de participar de um complô anti-revolucionário liderado por mencheviques. Foi condenado a cinco anos de prisão, tendo permanecido confinado até 1934. Em 1937, no contexto do Grande Expurgo, foi novamente preso e sumariamente executado.[2]
A obra mais conhecida de Rubin são seus ensaios sobre A teoria marxista do valor, originalmente publicados em 1923. Rubin enfatiza a importância da teoria do fetichismo para a compreensão do argumento econômico d'O Capital.[3] Posteriormente, ele publicou também um volume de História do pensamento econômico. [4]

Referencias bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  1. Cerqueira, Hugo. David Riazanov e a edição das obras de Marx e Engels. Economia, v. 11, p. 199-215, 2010.
  2. Paula, J. A.; Cerqueira, H.. Isaac I. Rubin e sua história do pensamento econômico. Belo Horizonte: Cedeplar-UFMG, 2013.
  3. Rubin, Isaak Illich. A teoria marxista do valor. São Paulo: Brasiliense, 1980
  4. Rubin, Isaak Illich. História do pensamento econômico. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2014.

Bibliografia selecionada[editar | editar código-fonte]

Principais obras[editar | editar código-fonte]

  • Rubin, Isaak Illich. A teoria marxista do valor. São Paulo: Brasiliense, 1980.
  • Rubin, Isaac Illich: História do pensamento econômico. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2014.

Bibliografia secundária[editar | editar código-fonte]

  • Joe, Hyeon-soo: Politische Ökonomie als Gesellschaftstheorie. Studien zur Marx-Rezeption von Isaak Iljitsch Rubin und Kozo Uno, Diss. Philipps-Universität Marburg 1995. (em alemão).
  • Kubota, Ken: Die dialektische Darstellung des allgemeinen Begriffs des Kapitals im Lichte der Philosophie Hegels. Zur logischen Analyse der politischen Ökonomie unter besonderer Berücksichtigung Adornos und der Forschungsergebnisse von Rubin, Backhaus, Reichelt, Uno und Sekine. Beiträge zur Marx-Engels-Forschung. Neue Folge, 2009, pp. 199–224. (em alemão).
  • Paula, João Antonio; Cerqueira, Hugo. Isaac I. Rubin e sua história do pensamento econômico. Belo Horizonte: Cedeplar-UFMG, 2013.
  • Vasina, Ljudmilla. I. I. Rubin – Marxforscher und Politökonom. Beiträge zur Marx-Engels-Forschung. Neue Folge, 1994, pp. 144–149. (em alemão).

Links externos[editar | editar código-fonte]