Isabel Mendes da Cunha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Isabel Mendes da Cunha (192430 de outubro de 2014) foi uma ceramista brasileira.[1]

Ela é a criadora das famosas noivas de cerâmica que hoje caracterizam o vale do Jequitinhonha.

Conhecida como "Bonequeira do Vale do Jequitinhonha", Isabel tinha quatro filhos quando perdeu o marido, e começou a vida de artesã para sustentá-los. Foi se tornando famosa pela singularidade de suas obras de argila, arte que desenvolveu ao longo de 60 anos, em Ponto dos Volantes. Seu trabalho ultrapassou as fronteiras de seu estado, Minas Gerais, e ganhou o mundo. Suas esculturas chegaram ao preço de cinco mil reais no mercado de arte.[2]

Em 2004 Dona Isabel ganhou em 1º lugar o prêmio UNESCO de artesanato concorrendo em toda a América Latina e Caribe.[2]

Referências

  1. «Arte do Jequitinhonha perde sua Mestra Isabel Mendes». Prefeitura de Ponto dos Volantes. 30 de outubro de 2014. Consultado em 23 de dezembro de 2014 
  2. a b «Morre Isabel Mendes da Cunha, uma das artesãs mais famosas de Minas». Bom Dia Minas | globo.tv. Nd. Consultado em 23 de dezembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.