Júlio Calasso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Julio Calasso.jpg

Júlio Calasso (São Paulo, 1941) é um roteirista, ator, produtor e diretor de cinema e teatro brasileiro. Escreveu e dirigiu os longas, Longo Caminho da Morte em 1972 com Othon Bastos e Dionísio Azevedo e o doc Plínio Marcos, Nas Quebradas do Mundaréu em 2015 com a participação de Neville d'Almeida, Tônia Carrero.[1][2]

Referências

  1. «40ª Mostra Internacional de Cinema - Diretores». 40.mostra.org. Consultado em 20 de novembro de 2016 
  2. «Julio Calasso homenageia Plínio Marcos em documentário - Instituto Querô». Instituto Querô. 19 de novembro de 2014. Consultado em 20 de novembro de 2016. Arquivado do original em 22 de abril de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre um cineasta é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.