Jardim Botânico do Brooklyn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Jardim Botânico do Brooklyn (em inglês: Brooklyn Botanic Garden - BBG) é um jardim botânico localizado no condado do Brooklyn, no estado americano de Nova Iorque.[1]

Fundado em 1910, possui uma área aproximada de 21 ha e suas principais atrações são:[2]

  • Cherry trees (Jardins das cerejeiras) - mais de 200 cerejeiras de 42 espécies asiáticas, sendo que as primeiras árvores foram sementes doadas pelo governo japonês e plantadas logo após a 1° Guerra Mundial. Neste jardim, durante a primavera ocorre a semana do "Sakura Matsuri", além do Hanami (costume tradicional japonês de contemplação das flores de cerejeira);
  • The Japanese Hill-and-Pond Garden - um jardim japonês de 1,2 ha construído entre 1914 e 1915 pelo paisagista Takeo Shiota (1881-1943);
  • The Cranford Rose Garden - um jardim de rosas aberto ao público desde Junho de 1928. A sua construção foi uma iniciativa do construtor Walter V. Cranford, que doou US$ 15.000,00 para ser aplicado numa nova atração ao BBG. O jardim foi desenhado pelo paisagista e arquiteto Harold Caparn;
  • The Native Flora Garden - o primeiro jardim do BBG, construído em 1911 com flores e plantas silvestres e nativas de Nova Iorque;
  • The Shakespeare Garden - um jardim, construído em 1925 através de doações do empresário Henry Clay Folger, com mais de 80 espécies de plantas que foram mencionadas em peças e poemas de William Shakespeare;
  • The Alice Recknagel Ireys Fragrance Garden - um jardim, criado em 1955 pela arquiteta e paisagista Alice Recknagel Ireys, com sinais e informações em braile, destinado a deficientes visuais;
  • The Children's Garden - é um jardim e horta comunitária, destinado a ações educacionais para crianças e estagiários;
  • Plant Family Collection - uma área destinada a plantas e árvores organizadas por famílias de várias espécies da botânica;
  • Steinhardt Conservatory - são três pavilhões climatizados, contendo grande coleção de plantas das floras tropicais, temperadas e desérticas;
  • Starr Bonsai Museum - um pequeno museu de antigas árvores Bonsai.

O BBG também possui lojas de presentes e souvenir, um centro de visitantes e uma grande estrutura de laboratórios, estufas e hortas para estudos, além de especialistas e profissionais de desenvolvem guias e livros botânicos financiados pela própria instituição[3].

Referências

  1. «Brooklyn Botanic Garden». NYCParks. Consultado em 30 de abril de 2016 
  2. «A Brief History of BBG». Brooklyn Botanic Garden. Consultado em 30 de abril de 2016 
  3. «The New York City Landmarks Preservation Commission» (PDF). NYC.gov. Consultado em 30 de abril de 2016. Arquivado do original (PDF) em 4 de março de 2016