Jerónimo Xavierre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde novembro de 2015). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.


Jerônimo Xavierre, O.P.
Cardeal da Santa Igreja Romana
Mestre-geral da Ordem dos Pregadores
Atividade Eclesiástica
Ordem Ordem dos Pregadores
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 13 de maio de 1601
Predecessor Frei Hippolytus M. Beccaria
Sucessor Frei Agostinho Galamini
Mandato 1601 - 1607
Ordenação e nomeação
Cardinalato
Criação 10 de setembro de 1607
por Papa Paulo V
Dados pessoais
Nascimento Saragoça
1546
Morte Valladolid
2 de setembro de 1608 (62 anos)
Nacionalidade espanhol
Sepultado Santa Maria sopra Minerva
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Jerônimo Xavierre (Saragoça, 1546 - Valladolid, 1608) foi um religioso dominicano espanhol, Mestre Geral da Ordem dos Pregadores e Cardeal da Igreja.

Era o terceiro de sete filhos da família Zavierre-Pérez de Caseda. Com 16 anos sentiu a vocação religiosa e decidiu entrar na Ordem dos Pregadores, tomando o hábito em 1562. vivei durante dez anos no Colégio e Estudos Gerais de Tortosa onde se licenciou, doutorou e foi professor.

Em 1578 tornou-se Consultor e Qualificador do Santo Ofício, em Saragoça. Em 1581 assumiu a cátedra de Teologia na nova Universidade de Saragoça. Foi fundador do Colégio de São Vicente Ferrer naquela cidade.

Em 1600 foi eleito provincial de Aragão e em 1601 foi escolhido como 52º Mestre Geral da sua ordem. Dedicou-se especialmente às questões litúrgicas, bem como ao reforma do ensino. Em 1605, o rei Filipe III escolheu-o como seu confessor, passando a viver em Valladolid. Por intercessão do rei, o papa Paulo V nomeou-o Cardeal, renunciando então ao seu cargo de Mestre Geral.

Deixou vasta obra publicada, com destaque para as suas cartas enquanto professor catedrático de teologia e filosofia e de Mestre Geral.

Fontes[editar | editar código-fonte]

The Cardinals of the Holy Roman Church