Jihlava

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jihlava
centro da cidade - Praça de Masaryk
centro da cidade - Praça de Masaryk
Bandeira oficial de Jihlava
Brasão oficial de Jihlava
Bandeira Brasão
País República Checa
Região Região Vysočina
Fundação Século XIII
Prefeito Ing. Jaroslav Vymazal
Área  
  Total 78,85 km²
População  
  Cidade 51.234
Fuso horário
  Verão (DST)
CET (UTC+1)
CEST (UTC+2)
Website: www.jihlava.cz

Jihlava é uma cidade da República Checa, situada na fronteira de Boémia e Morávia, dois terras históricas no país. Jihlava é uma das mais antigas cidades mineiras na República Checa.[1]

Igreja de São Jacob

A cidade foi fundada no Século XIII proximidades de uma jazida de prata. Pela primeira vez na Europa Central, para além da legislação municipal foi aqui codificado antigo códex mineiro que se tornou um modelo para muitas outras cidades mineiras. Até hoje é possível ver um labirinto de corredores subterrâneos de Século XIII.

Os mais importantes monumentos são Igreja de São Jacob (identificado pelo Monumento Nacional), Igreja de São Inácio, Praça de Masaryk com Câmara Municipal e Porta de Mãe de Deus.

Jihlava é ainda uma cidade da cultura – o notável teatro (em checo: Horácké divadlo) ou museus, cidade de desporto – clube desportivo de futebol FC Vysočina ou clube desportivo do hóquei no gelo HC Dukla Jihlava, e ponto de lazer – por exemplo Jardim Zoológico.

Gustav Mahler, famoso regente e compositor checo, passou sua infância e adolescência na casa no centro da cidade, hoje chamada à Casa de Gustav Mahler.

A cidade é a sede do governo regional da Região Vysočina. Tem cerca 50 000 habitantes.

Porta de Mãe de Deus
Igreja de São Inácio
Jardim Zoológico - uma aldeia africana
labirinto de corredores subterrâneos

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da República Checa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.