João (irmão de Rústico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
João
Morte 556
Lázica
Nacionalidade Império Bizantino
Religião Cristianismo
Soldo de Justiniano (r. 527–565)

João (em latim: Ioannis) foi um bizantino do século VI, nativo da Galácia, que esteve ativo durante o reinado do imperador Justiniano (r. 527–565). Seu parentesco é desconhecido, exceto que era irmão do sacelário Rústico. Aparece em 555, quando foi enviado de Lázica para Constantinopla por Rústico e Martinho para acusar o rei laze Gubazes II (r. 541–555) de atividades pró-persas.[1]

Ao chegar na capital imperial, segundo Agátias, alegadamente enganou o imperador ao fazê-lo escrever uma carta na qual estaria contida uma justificativa para a morte de Gubazes. Ao conseguir o documento, retorno para Lázica, onde, em 555, auxiliou na execução do plano; Agátias afirma que João foi o primeiro a perfurar Gubazes.[1]

Em 556, quando Atanásio foi enviado para investigar o caso, João fugiu, mas foi capturado por Mestriano e levado para Atanásio, que prendeu-o, junto de Rústico, em Ápsaro, no Ponto Polemoníaco, enquanto esperavam julgamento. Ambos foram considerados culpados e condenados a morte, sendo executados no mesmo ano.[2][3]

Referências

  1. a b Martindale 1992, p. 661.
  2. Martindale 1992, p. 661; 1104.
  3. Greatrex 2002, p. 122.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Greatrex, Geoffrey; Lieu, Samuel N. C. (2002). The Roman Eastern Frontier and the Persian Wars (Part II, 363–630 AD). Londres: Routledge. ISBN 0-415-14687-9 
  • Martindale, John R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1992). The Prosopography of the Later Roman Empire - Volume III, AD 527–641. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press. ISBN 0-521-20160-8