João Caminiata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
João Caminiata
Nacionalidade Império Bizantino
Ocupação Padre
Religião Ortodoxia Oriental

João Caminiata (em grego: Ιωάννης Καμινιάτης; em latim: Ioannis Caminiatae; fl. século X) foi um padre grego que residiu em Tessalônica quando a cidade foi sitiada e saqueada por uma força sarracena liderada por Leão de Trípoli em 31 de julho de 904. A ele é atribuído um registro do saque, chamado "Sobre a Captura de Tessalônica" (Εις την άλωσιν της Θεσσαλονίκης, Eis tēn alōsin tēs Thessalonikēs), que sobreviveu em quatro manuscritos.[1] Porém, especula-se que a obra possa não ser de sua autoria, tendo sido composta muitos séculos depois, talvez após o cerco otomano de Tessalônica em 1430.[2]

Referências

  1. Kazhdan 1978, p. 301-314.
  2. Rosser 2012, p. 272.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Kazhdan, Alexander (1978). «Some Questions Addressed to the Scholars, who Believe in the Authenticity of Kaminiates' Capture of Thessalonika». Byzantinische Zeitschrift. 71. ISSN 0007-7704 
  • Rosser, John H. (2012). Historical Dictionary of Byzantium ilustrada ed. [S.l.]: Scarecrow Press. ISBN 0810875675