João Cantacuzeno (sebasto)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
João Cantacuzeno
Nacionalidade Império Bizantino
Cônjuge Maria Comnena
Ocupação General
Religião Ortodoxia Oriental
Hipérpiro de Manuel I Comneno (r. 1143–1118)

João Cantacuzeno (m. 17 de setembro de 1176) foi um comandante militar e um membro precoce da família Cantacuzeno. Ele distinguiu-se nas campanhas de Manuel I Comneno (r. 1143–1180) contra os sérvios, húngaros e pechenegues nos anos entre 1150 e 1153. Foi durante estas campanhas que ele foi severamente ferido e perdeu os dedos de uma mão. Em 1155, foi enviado para Belgrado, onde frustrou o complô dos habitantes da cidade que pretendiam dá-la aos húngaros. Ele foi morto na batalha de Miriocéfalo lutando sozinho contra os turcos seljúcidas do Sultanato de Rum.[1]

João é conhecido por ter estado presente nos concílios eclesiásticos ocorridos em Constantinopla em 1157, 1166 e 1170. Nos atos destes concílios ele é descrito como mantendo o posto de pansebasto sebasto.[1] Ele foi casado com Maria Comnena, a filha de Andrônico Comneno, o irmão de Manuel I. Eles tiverem ao menos um filho, Manuel Cantacuzeno, que fez campanha contra os turcos com Andrônico Ângelo, mas depois ofendeu o imperador Manuel I, que o colocou na prisão, onde ele foi cegado.[2]

Referências

  1. a b Nicol 1968, p. 4.
  2. Nicol 1968, p. 5.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Nicol, Donald MacGillivray (1968). The Byzantine family of Kantakouzenos (Cantacuzenus) ca. 1100–1460: A Genealogical and Prosopographical Study. Washington, Distrito de Colúmbia: Dumbarton Oaks Center for Byzantine Studies