João Fleuri Coelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

João Fleury Coelho ou João Fleury da Conceição (Niquelândia, 2 de junho de 1763Pirenópolis, 25 de novembro de 1827) foi um personagem da história da cidade de Pirenópolis, no estado de Goiás.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Luís Coelho Furtado e Joana Emília Leite, nasceu no distrito de Traíras (atual distrito de Tupiraçaba) do município de Niquelândia, no estado de Goiás.

Mudou-se jovem, por volta de 1790, para as Minas de N. S. do Rosário do Arraial de Meia-Fonte, onde conheceu aquela que, mais tarde, seria sua esposa. Houve resistência do pai da noiva, guarda-mór Cardoso de Camargo, para a realização do matrimônio, devido à diferença de classe social, sendo sua filha, Rosa Maria de Lima Camargo,[2] descendente de gloriosa estirpe. Após diversas admoestações e mesmo agressões ao jovem, o pai foi vencido e o casamento ocorreu.

Mudou-se então para Santa-Cruz-de-Goyaz, onde nasceram três de seus irmãos. Nesta localidade assinava seu nome como "João Fleuri da Conceição", nome que utilizou para o batismo de três de seus filhos. Seu local de nascimento, Traíras, tinha como padroeira Nossa Senhora da Conceição, assim como a cidade de Santa-Cruz-de-Goyaz, sua residência após o nascimento, provavelmente vindo daí a substituição de seu nome. Outro fator que contribuiu para esta mudança foi a indisposição, ainda corrente, de seu sogro, que viria a falecer em 13 de abril de 1807.

Voltando de Santa-Cruz-de-Goyaz para Pirenópolis, em 1810, entrou e registrou-se novamente como João Fleuri Coelho na Irmandade do Santíssimo Sacramento, a mais antiga e tradicional confraria religiosa de Goiás, sendo eleito em 1819 tesoureiro desta Irmandade.

Do casamento com Rosa Maria de Lima Camargo, teve os seguintes filhos:

  • Comendador padre Luiz Gonzaga de Camargo Fleury
  • Comendador Antonio da Pádua Fleury
  • Maria das Dores Fleury
  • Comendador João Fleury de Camargo
  • Mecia Bueno Fleury
  • Ana das Dores Fleury
  • Capitão José Francisco de Camargo Fleury

Referências

  1. Jayme, Jarbas. Do passado ao presente. ensaios genealógicos. II. [S.l.: s.n.] p. 54 a 58 
  2. «Estado de São Paulo - Os Títulos Perdidos». Consultado em 4 de Fevereiro de 2012 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • CURADO, Agnelo A.F. Fleurys e Curados. Goiânia, Editora Piloto, 1988.
  • JAYME, Jarbas. Do passado ao presente - ensaios genealógicos. Goiânia, Instituto genealógico brasileiro, 1952.
  • JAYME, Jarbas. Esboço Histórico de Pirenópolis. Goiânia, Editora UFG, 1971. Vols. I e II.
  • JAYME, Jarbas. Famílias Pirenopolinas (Ensaios Genealógicos). Goiânia, Editora Rio Bonito, 1973. Vol. V.
  • JAYME, José Sisenando. A origem da Família Fleury. Goiânia, Edição do Autor, 1993.
  • PALACIM, Luis. Goiás 1722 - 1822. Goiânia, Oriente, 1976.
  • SAINT-HILAIRE, Auguste. Viagem à Província de Goiás. São Paulo, Edusp, 1976.