Johannes Caselius

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Johannes Caselius
(1533-1613)
Carta de Caselius para Ulrico III de Mecklemburgo-Güstrow, Abril/Maio de 1589 (Cópia do Século XVII)
Nascimento 18 de maio de 1533
Gotinga,  Alemanha
Morte 9 de abril de 1613
Helmstedt,  Alemanha
Alma mater Universidade de Wittenberg[1]
Universidade de Pisa[2]
Universidade de Helmstedt[3] [4]
Universidade de Rostock
Universidade de Leipzig

Johannes Caselius (sinonímia: Johannes Kessel, Johannes Bracht, Johannes Bractus, Johannes Chesselius), (* Gotinga, 18 de Maio de 1533 - † Helmstedt, 9 de Abril de 1613), foi humanista, jurista e filólogo alemão. Foi também professor nas Universidades de Leipzig e Rostock[5] [6] [7].

Vida[editar | editar código-fonte]

Caselius era filho do superintendente Matthias Bracht von Kessel. Depois de frequentar a escola primária em Gandersheim, Gotinga e Nordhausen, foi para a Universidade de Wittenberg em 1551, e teve aulas com Philipp Melanchthon e depois na Universidade de Leipzig, onde Joachim Camerarius, O Velho, foi seu professor.

Depois de formado, foi para a Itália em 1560, e em 1563 foi nomeado professor de retórica da Universidade de Rostock por João Alberto I, Duque de Mecklemburgo (1525-1576)[8]. O duque João Alberto também financiou as viagens que ele fez para a Itália entre 1560-1563 e 1565-1568. Em 1566 recebeu o diploma de Doutor em Jurisprudência pela Universidade de Pisa.

Em 1589 Caselius deu aulas na Universidade de Helmstedt, onde ensinou retórica, filosofia e ética. Como defensor natural das assuntos teológicos e representante dos estudos humanistas e filosóficos, Caselius teve de defender, com o apoio de Cornelius Martini (1568-1621) [9], os ataques dos gnésio-luteranos (luteranos radicais) liderados por Daniel Hoffmann (1538-1611)[10]. O episódio, porém, não chegou a manchar a sua fama de excelente conhecedor de literatura antiga e filologia. Seus sonhos de um protestantismo tolerante e a sua formação humanística, foram continuados pelo seu aluno mais importante: Georgius Calixtus (1586-1656).

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Historia nativitatis Domini, 1552
  • Carmen in natalem Christi, Wittenberg 1554
  • Christliche Vermanung, 1556
  • Carminum Graecorum et Latinorum centuria prima, Gotinga 1608
  • Oratio dominica et latine et graece reddita, Helmstedt 1610
  • Carmina gnomica graeca et latina, hrsg. Heinrich Hudemann (1595-1628). Hamburg 1624
  • Opus epistolirum Js. Caselii hrsg. Justus von Dransfeld Frankfurt 1687;
  • Epistola de Jo. Caselii erga bonas literas meritis ejusque lucubrationum editione, hrsg. Jakob Burckhard[11] Wolfenbüttel 1707.
  • 36 Cartas (Rostock April u. Mai 1589), editadas por Johannes Claussen, Programação Escolar Altona 1900, 3 ff.;
  • 39 Cartas (Rostock 1589), editadas por Johannes Claussen, Programação Escolar Altona 1904, 3 ff.
  • Jugendgedichte. com seleção e introdução, editada por Friedrich Koldewey (1839-1909), Progr. Braunschweig 1901
  • Paränet. Gedichte. com seleção e anotações, editada por Friedrich Koldewey, Braunschweig 1905
  • Um sermão em alemão, editado por Friedrich Koldewey, in: ARG 1, 1903-04, pp 337

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • "Johannes Caselius (1533-1613), ein Helmstedter Gelehrter", em Notícias sobre a História do Livro de Wolfenbüttel, XXII, Harrassowitz Editado em Wiesbaden 1997, pp. 101–121. ISSN 0341-2253.
  • "Gelehrte Philologie vs. Theologie: Johannes Caselius im Streit mit den Helmstedter Theologen", in Herbert Jaumann: "Die europäische Gelehrtenrepublik im Zeitalter des Konfessionalismus", Harrassowitz Verlag Wiesbaden 2001, pp. 155–181. ISBN 3-447-04516-7.
  • Emilio Bonfatti, Giuseppe Duso e Merio Scattola: "Politische Begriffe und historisches Umfeld in der Politica methodice digesta des Johannes Althusius", Harrassowitz Verlag Wiesbaden, (Wolfenbüttel, Herzog August Bibliothek), 2002, pp. 380. ISBN 3-447-04706-2
  • Walther Killy (Editor): Literaturlexikon: Autoren und Werke deutscher Sprache, Vol. 2, S. 385, Bertelsmann-Lexikon-Verlag, Gütersloh u. München 1988-1991 (CD-ROM Berlin 1998 ISBN 3-932544-13-7)
  • Johann Caselius, em: Johann Bernhard Krey: Die Rostockschen Humanisten. - Rostock 1817, S. 103-107.
  • Richard Newald: Caselius, Johannes. Em: Neue Deutsche Biographie (NDB). Volume 3, Duncker & Humblot, Berlin 1957, S. 164.
  • Heinrich Julius Kämmel: Caselius, Johannes. Em: Allgemeine Deutsche Biographie (ADB). Volume 4, Duncker & Humblot, Leipzig 1876, S. 40–43.
  • Friedrich Wilhelm Bautz: CASELIUS, Johannes. Em: Biographisch-Bibliographisches Kirchenlexikon (BBKL). Volume 1, Hamm 1975, Sp. 947.
  • Henke, Paul Tschackert: Caselius, Johannes. Em: Realencyklopädie für protestantische Theologie und Kirche (RE). 3. Auflage. Volume 3, Hinrichs, Leipzig 1897, S. 735–737.
  • Operum Joannis Caselii - Mannheim.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. A Universidade de Wittenberg foi fundada em 18 de Outubro de 1502, por Frederico III da Saxônia.
  2. A Universidade de Pisa foi fundada em 3 de Setembro de 1343 através de bula papal de Clemente VI. Foi fechada em 1509 e reaberta por Cósimo I de' Medici em 1 de Novembro de 1543.
  3. A Universidade de Helmstedt foi fundada em 15 de Outubro de 1576 por Julius, Duque de Brunswick-Wolfenbüttel (1528-1589).
  4. Julius, Duque de Brunswick-Wolfenbüttel (1528-1589) (* Wolfenbüttel, 29 de Junho de 1528 - † Wolfenbüttel, 3 de Maiode 1589), foi príncipe de Wolfenbüttel de 1568 até a sua morte. Uma de suas maiores realizações foi a fundação da Universidade de Helmsted.
  5. A Universidade de Rostock foi fundada em 13 de Fevereiro de 1419, por João IV (1370-1422) e Alberto V (1397-1423).
  6. João IV de Mecklemburgo (1370-1422) (* 1370 - † Schwerin, 16 de Outubro de 1422), foi de 1384 a 1395 regente único e de 1422 até a sua morte co-regente e duque de Mecklemburgo.
  7. Alberto V de Mecklemburgo (1397-1423) (* 1397 - † entre 1 de Junho e 6 de Dezembro de 1423), foi Duque de Mecklemburgo de 1412 até a sua morte. Foi também co-fundador da Universidade de Rostock.
  8. Personensuche
  9. Cornelius Martini (1568-1621) (* Antuérpia, 1568 - † Helmstedt, 17 de Dezembro de 1621), foi teólogo e reformador alemão de origem belga.
  10. Daniel Hoffmann (1538-1611) (* Halle an der Saale, 1538 - † Wolfenbüttel, 30 de Novembro de 1611), teólogo luterano e Professor de Filosofia (1574-1576) e Teologia (1578) da Universidade de Helmstadt.
  11. Jakob Burckhardt (1681-1752) (* 29 de Abril de 1681 - † 24 de Agosto de 1752), filólogo clássico e bibliotecário em Wolfenbüttel.