José Fernandes da Graça e Cruz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Fernandes da Graça e Cruz
Outros nomes Graça e Cruz
Nascimento
Lamego
Morte 14 de Julho de 1926
Lisboa
Nacionalidade Portugal Portugal
Ocupação Jornalista, escritor e militar
Serviço militar
Patente Major

José Fernandes da Graça e Cruz, mais conhecido como Graça e Cruz, foi um escritor, jornalista e militar português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascimento[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Lamego.[1]

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Exerceu como jornalista, tendo escrito em vários periódicos de Lisboa e do Porto, e sido sub-chefe da redação do jornal O Século.[1] Em Lamego, fundou o periódico Voz Pública, e dirigiu o Democrata da Beira.[1] Publicou, igualmente, vários livros.[1]

Carreira militar[editar | editar código-fonte]

Participou na Revolta de 31 de Janeiro de 1891, no Porto, como tesoureiro do comité revolucionário, possuindo, nessa altura, a patente de Primeiro-sargento; quando faleceu, tinha a patente de Major.[1]

Morte[editar | editar código-fonte]

Faleceu em Lisboa, na Rua das Janelas Verdes, em 14 de Julho de 1926.[1] Na altura da sua morte, contava com 60 anos de idade, e estava casado com Rosa da Graça e Cruz.[1]

Referências

  1. a b c d e f g «Jornalistas Mortos» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 39 (927). 232 páginas. 1 de Agosto de 1926. Consultado em 21 de Outubro de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.