José Hilton Santos Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Foto:Valter Campana/ABr

José Hilton Santos Almeida (Feira de Santana, 25 de maio de 1956), conhecido como Hilton Cobra ou Cobrinha, é um ator e diretor de teatro brasileiro[1].

Criou em 2001, no Rio de Janeiro, a Cia dos Comuns, com o objetivo de ampliar a presença de artistas negros no teatro brasileiro contemporâneo. Pela companhia, montou os espetáculos A Roda do Mundo (2001), Candances – A Reconstrução do Fogo (2003), Bakulo – os bem lembrados (2005) e Silêncio (2007).

Em 2008 interpretou o papel principal da adaptação de Luiz Marfuz para Triste Fim de Policarpo Quaresma. A peça, encenada pelo Núcleo do Teatro Castro Alves, ganhou o prêmio Braskem de melhor espetáculo em 2009[2].

Dirigiu o Centro Cultural José Bonifácio de 1993 a 2000. Nesse período, foi responsável pela criação de projetos como Nossas Yabás, “Projeto Griot” e “Zumbi Rio – 300 Anos”. Mais tarde, fundou o grupo de artistas negros Akoben.

Em 2013, foi nomeado presidente da Fundação Cultural Palmares[3].

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]