Josef Korbel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Josef Korbel (Josef Körbel), 1909 - 1997, pai de Madeleine Albright. Embora tenha servido como um diplomata na Checoslováquia, a sua ascedência judaica forçou-o a exilar-se após a invasão nazi em 1939. [1]

Serviu como um conselheiro ao presidente checo exilado em Londres até que os nazis foram derrotados. Retornou à Checoslováquia tendo sido o embaixador deste país na Jugoslávia, mas foi forçado a fugir outra vez durante o golpe comunista em 1948. Após se saber que tinha sido julgado e sentenciado à morte in absentia, foi concedido a Korbel o asilo político nos Estados Unidos.

Foi contratado para ensinar política internacional na Universidade de Denver, e transformou-se no decano de estudos internacionais. Um de seus estudantes foi Condoleezza Rice, primeira mulher negra nomeada conselheira de segurança nacional dos Estados Unidos. Sua filha, Madeleine Albright, foi a primeira mulher a ser nomeada secretária de Estado (ministro dos negócios estrangeiros) dos Estados Unidos. Após a sua morte, a Universidade de Denver estabeleceu o prémio humanitário Josef Korbel em 2000. Embora tenha deixado um legado como um professor político, Korbel também foi controverso. Foi acusado de roubar tesouros de arte e mobiliário de sua casa anterior em Praga antes de sair do país.

Referências

  1. Dobbs, Michael. "Albright's Family Tragedy Comes to Light", The Washington Post February 4, 1997, p. A01.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]