Josep Lluís Núñez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

José Luis Núñez Clemente (em catalão: Josep Lluís Núñez i Clemente) (Barakaldo, Bizkaia, Espanha, 7 de setembro de 1931), é um empresário espanhol do Cantábria, 35º presidente do FC Barcelona, no período de 1 de julho de 1978 a 23 de julho de 2000, quando a equipe futebolística conquistou 30 títulos, em um total de 140 vitórias em as diversas categorias que o Clube mantém sua participação.

Caso Hacienda[editar | editar código-fonte]

No dia 28 de julho de 2011 foi condenado a 6 anos de prisão, como seu filho Jose Luis Nunez Navarro, e multado em dois milhões de euros por um crime de corrupção (suborno) e 36.000 € de multa, por um envolvimento na falsidade ducumental no "Caso Hacienda".O acórdão do Tribunal Provincial de Barcelona considera provado que Nunez pai e filho, inspetores fiscais subornados com quase um milhão de euros para alcançar e parar de dizer o Tesouro cerca de 13,1 milhões entre 1991 e 1999. Ele também foi condenado conselheiro financeira Núñez, Salvador Sanchez Guiu, a 6 anos de prisão e 2 milhões de euros de multa. A decisão foi objecto de recurso para o Supremo Tribunal, que não entraram na prisão e só a retirada do passaporte e a obrigação de comparecer perante o tribunal a cada 15 dias foi acordado.Em 16 de Novembro, 2014, José Luis Nuñez entra na prisão Quatre Camins no município de La Roca del Vallés (Barcelona) depois de ter sido reduzido a pena para o crime de suborno a dois anos e dois meses, uma multa de 1,5 milhões de euros e perda do mandato público durante sete anos.Depois de sair da prisão, Jose Luis Nunez voltou a retomar a sua atividade como chefe do grupo imobiliário Núñez e Navarro[1][2].

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.