Judy Et Cie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Bélgica "Judy et Cie", Canção daBélgica no Festival Eurovisão da Canção 1976 - 8.º lugar.


"Judy et Cie" ("Judy e Companhia") foi a canção belga no Festival Eurovisão da Canção 1976, interpretada em francês por Pierre Rapsat.

O tema tinha letra de Eric van Hulse, música de Pierre Rapsat e foi orquestrada pelo maestro Michel Bernholc.

A canção belga foi a sexta a ser interpretada na noite do festival, a seguir à canção luxemburguesa "Chansons pour ceux qui s'aiment", interpretada por Jürgen Marcus e antes da canção irlandesa "When", interpretada por Red Vincent Hurley. No final , a canção recebeu 68 pontos e classificou-se em 8.º lugar, entre 18 países participantes.

A canção é uma balada é sobre uma rapariga chamada Judy, a "rapariga que tu esquecerás rapidamente quado a noite terminar", que "por que por trás da joalharia e máscara ora à Santa Marilyn Monroe", sonhando tornar-se nas raparigas que surgem nas revistas de moda., "tão delgada como canas, com olhos vazios - mas sem rugas". Judy ou alguém como ela, pode muito bem ser a rapariga com quem vais casar - mas também uma rapariga por "quem te sacrificarás por uma mão-cheia de neve".

Depois do Festival Eurovisão da Canção, Rapsat foi considerado como um dos cantores belgas com mais sucesso de todos os belgas, considerados por muitos como o novo Jacques Brel, conhecido pelas suas letras, musicalmente combinando influências da chanson francesa com rock, blues and reggae , a sua carreira foi marcada também por ritmos do Médio Oriente/Oriente Médio e África. Morreu em 2002, vítima de cancro.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]