Kempston Micro Electronics

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Interface de joystick Kempston.

A Kempston Micro Electronics foi uma fabricante de produtos eletrônicos britânica especializada em joysticks e afins para computadores domésticos durante os anos 1980. A Kempston tinha sede em Kempston, Bedfordshire, Inglaterra.

Interfaces[editar | editar código-fonte]

Um ZX Spectrum + com uma interface Kempston.

A Kempston produziu várias interfaces de joystick para o Sinclair ZX Spectrum, permitindo que os joysticks padrão Atari (conector DE-9) fossem utilizados nele. Além de implementar modos de conexão com joysticks existentes, a empresa produziu seu próprio padrão, onde o status do joystick podia ser lido na porta 31 do barramento do Z80 (através do comando em BASIC IN 31). Com isto, o joystick não produzia códigos de teclas pressionadas, como nos outros padrões da época, e o método foi logo copiado por outros fabricantes de interfaces, tornando-se bastante popular.

Joysticks[editar | editar código-fonte]

Formula 1 e 2[editar | editar código-fonte]

O Formula 1, com dois botões de disparo, foi baseado no Quickshot 1 e lançado em junho de 1985 por £16,95. Simultaneamente, a empresa lançou o Formula 2, com três botões de disparo (dois na base e um no topo) por £11,95.[1]

Score Board[editar | editar código-fonte]

Um tipo de joystick com uma grande base (do tamanho de um ZX Spectrum 48K), com dois botões de disparo. Também lançado em junho de 1985, por £28,95[1].

Competition Pro[editar | editar código-fonte]

Joystick Pro original (à esquerda) e USB (à direita).

Consistia duma base quadrada, dois grandes botões vermelhos (para uso por destros ou canhotos) e um grande manete.[2] Usava o conector-padrão DE-9 do Atari 2600 e embora tenha sido projetado primordialmente para operar com a interface de joystick Kempston para ZX Spectrum, também funcionava com conectores compatíveis em outros computadores, tais como o Amstrad CPC, Commodore 64 (e VIC-20), e posteriormente, com o Commodore Amiga e Atari ST.

Internamente, o joystick usava uma série de contatos de metal para sinalizar os movimentos para o computador. Quando o usuário pressionava o manete para um dos lados, fechava o circuito entre dois contatos. Isto tornava os reparos fáceis, bastando desaparafusar a base e ajustar os contatos de metal para que fechassem o circuito corretamente. Modelos posteriores, tais como o Competition Pro 5000 usavam micro-chaves em vez de contatos.

O modelo gerou uma série de imitações para computadores de 8 bits, as quais copiavam seu esquema de cores (por sua vez derivada daquela do joystick do Atari), mas também versões mais audaciosas que usavam botões amarelos, quadrados, ou micro-chaves, mas mantendo essencialmente o mesmo tipo de manete.

O design foi homenageado recentemente pelo Vídeo-game C64 Direct-to-TV que incorpora um Commodore 64 completo e 30 jogos numa caixa semelhante a um Competition Pro que funciona sem baterias. Versões USB e Retro DE-9 do Competition Pro com dois botões de disparo tácteis extras na base, são agora fabricados pela empresa alemã SPEED-Link.

Competition Pro Plus[editar | editar código-fonte]

Baseado no Competition Pro este projeto substituiu os contatos metálicos por micro-chaves em todas as direções possíveis e os botões de disparo tornaram-se quadrados, num tom de amarelo brilhante.

Este joystick foi posteriormente produzido por outra companhia como Zipstick e apresentava um botão de disparo automático na parte traseira.

Referências

  1. a b Hardware World Arquivado em 12 de outubro de 2008, no Wayback Machine. in Sinclair User n. 39, junho de 1985.
  2. Hardware World Arquivado em 14 de maio de 2008, no Wayback Machine. in Sinclair User n. 12, março de 1983.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]