Kickante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Kickante é uma plataforma de financiamento coletivo (crowdfunding) criada no Brasil em 2013, fundada pelos irmãos Candice Pascoal e Diogo Pascoal[1]. Atualmente a empresa é uma das principais desse segmento no país com uma arrecadação acima de 57 milhões de reais para milhares de causas, artistas e empreendedores no Brasil em apenas 4 anos de existência [2].

Kickante
Kickante Serviços de Informação e Hospedagem na Internet Ltda.
Requer pagamento? Não
Gênero Financiamento coletivo
Cadastro Sim
País de origem Brasil
Idioma(s) 1 idioma, Português
Lançamento 21 de outubro de 2013; há 5 anos
Posição no Alexa Baixa 46.316º (03 de julho de 2015)[3]
Proprietário Candice Pascoal
Diogo Pascoal
Página oficial www.kickante.com.br

Origem[editar | editar código-fonte]

Após ter atuado como vice-presidente internacional da Putumayo World Music, em Nova York, Candice Pascoal se especializou no segmento de arrecadação de fundos, onde esteve à frente de importantes projetos de captação de recursos para ONGs na Europa, Ásia e Américas, como: Médicos sem Fronteiras, Cruz Vermelha, WWF, Anistia Internacional, entre outras[4]. Sabendo que os custos de uma arrecadação eram muito altos e após perceber o potencial do Brasil para o crescimento de negócios com financiamento coletivo, Candice juntou-se ao irmão Diogo Pascoal, o Chief Operating Officer, para iniciar a Kickante.

Crescimento[editar | editar código-fonte]

Com experiência em financiamento de campanhas Candice Pascoal, juntamente com seu irmão Diogo Pascoal, que lidera a gestão das operações da empresa, iniciaram a Kickante em outubro de 2013. Na época já havia outras plataformas semelhantes atuando no Brasil. Algumas plataformas se estabeleceram como somente de nicho como música, ONGs e Startups e outras recebem todo o tipo de projeto, como a Kickante. Veja as 10 maiores plataformas de crowdfunding do Brasil no site Crowdfunding no Brasil.

Candice Pascoal, fundadora.

Os tipos de campanhas lançadas na Kickante são diversos, incluindo companhias teatrais, bandas de música, startups, ONGs, atletas, dentre outros. A plataforma foi responsável pela maior arrecadação em crowdfunding no Brasil ao captar R$ 1 milhão com a campanha Santuário Animal[5] e R$ 889.410,37 com a campanha da empresária Bel Pesce intitulada "Bel Pesce: Legado A Menina do Vale.[6][4]

A plataforma de crowdfunding também possui outras campanhas com alta arrecadação:

  • Bel Pesce Por Todas as Capitais do Brasil!: R$737.616,50
  • Gotas no Oceano | Construindo um mundo melhor: R$448.893,00
  • Fixando Raízes WimBelemDon!: R$ 402.360,00
  • Dá Pé - Vamos Reflorestar o Brasil!: R$400.513,00
  • Calendário Médicos Sem Fronteiras - 2017: R$267.330,90
  • Caçadores da Galáxia: R$218.988,00
Co-fundador e COO. Lidera a gestão da empresa das operações da empresa.

Modelo de negócio[editar | editar código-fonte]

Atualmente, a plataforma da Kickante atua da seguinte maneira: quando uma pessoa tem um projeto, mas não tem verba financeira para torná-lo realidade, ela pode criar uma campanha de arrecadação. O site recebe projetos de empreendedorismo, esportes, ONGs, música, causas sociais etc.

O usuário não paga nada para lançar uma campanha, somente quando ela começa a arrecadar que é cobrada uma taxa administrativa.

Campanha Tudo ou Nada: o usuário receberá o valor arrecadado apenas se atingir ou ultrapassar a meta e a taxa administrativa será de 10%.

Campanha Flexível: o usuário leva o valor arrecadado independente de atingir a meta e a taxa administrativa permanece em apenas 10%[7].

Recentemente a plataforma lançou uma nova alternativa chamada Clube da Contribuição Mensal, já comum nos EUA, agora sendo implantado no Brasil. Nesse método, é possível arrecadar fundos para projetos contínuos de ONGs, artistas, escritores, inovadores, atletas, entre outros.[8]

Outra alternativa são os Eventos do Bem em que é possível criar campanhas para arrecadar fundos para uma das mais de 300 ONGs cadastradas na plataforma. O valor arrecadado é enviado diretamente para a instituição, evitando, assim, o risco de fraudes.[9]

O Crowdfunding no Brasil[editar | editar código-fonte]

De acordo com o Banco Mundial essa modalidade de financiamento tem se tornado um mercado bilionário, somente o maior website na área, o norte americano Kickstarter já movimentou mais de 3,4 bilhões de dólares desde a sua criação[10]. Semelhantes ao Kickante, no Brasil existem diversas plataformas. Veja as 10 maiores plataformas do Brasil no site Crowdfunding no Brasil. O Brasil corresponderá, até 2025, a uma fatia de 10% de todo capital levantado em crowdfunding no mundo, estimado em 90 bilhões de dólares até este ano[2].

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Guimarães, Saulo. «Site brasileiro de crowdfunding capta R$ 4 milhões em 1 ano | EXAME.com». Consultado em 26 de junho de 2015. 
  2. a b «Financiamento coletivo tem amadurecido no Brasil». 3 de março de 2017. Consultado em 30 de janeiro de 2018. 
  3. «Posição global no Alexa» 
  4. a b «Candice Pascoal». Wikipédia. Consultado em 30 de janeiro de 2018. 
  5. «Campanha Santuário Animal bate recorde de crowdfunding na América do Sul». Administradores.com. Consultado em 30 de janeiro de 2018. 
  6. «Bel Pesce tem recorde de arrecadação em site de crowdfunding». EXAME. 16 de janeiro de 2015. Consultado em 30 de janeiro de 2018. 
  7. «Taxa Administrativa Kickante». Kickante. Consultado em 20 de fevereiro de 2018. 
  8. «Clube de Contribuição Mensal, mais uma Inovação da Kickante - Dino - R7 Entretenimento». noticias.r7.com. Consultado em 2 de julho de 2015. 
  9. «Crie hoje um Evento do Bem e arrecade para ONGs registradas na Kickante. É de graça! ;)». Kickante. Consultado em 30 de janeiro de 2018. 
  10. «Cumulative amount of funding pledged to Kickstarter projects as of January 2018 (in million U.S. dollars)». Consultado em 30 de janeiro de 2018.