Kiyomi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaKiyomi
Frutos de kiyomi

Frutos de kiyomi
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Angiosperma
Classe: Eudicotiledôneas
Subclasse: Rosidae
Ordem: Sapindales
Família: Rutaceae
Género: Citrus
Espécie: C. unshiu ×sinensis
Nome binomial
Citrus unshiu ×sinensis

Kiyomi (清見, kiyomi?) é uma fruta cítrica japonesa, híbrida do cruzamento da mikan com a trovita (Citrus sinensis (L.) Osbeck)[1] .

Este tipo de cítrico foi o primeiro tangor criado no Japão em 1949. Recebeu o nome de Kiyomi por ter sido desenvolvida nas redondezas do templo Seiken-ji (清見寺?) e do lago Kiyomi-gata (清見潟?) na estação de pesquisas em Shizuoka de acordo com o "Tangor Nōrin No.1"[2] em 1979.[3]

A kiyomi é doce e seu teor de açúcar é normalmente 11–12°Bx chegando a alcançar até 13°Bx em condições favoráveis. A quantidade de ácido cítrico é por volta de 1%. O fruto não possui sementes e sua colheita é realizada no final de março.[3] Seu sabor é similar ao da mikan enquanto seu aroma é parecido ao de uma laranja.

A kiyomi é monogênica, e por isso é largamente usada junto a outros parentes cítricos para a criação de novos híbridos como a decopom.

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Kiyomi».

Referências

  1. Trovita sweet orange. University of California Riverside. Página visitada em 18 de maio de 2012.
  2. Tangor agricultural and forestry No.1 (タンゴール農林1号?)
  3. a b Nishiura, Masao et al.. . "Kiyomi: A new variety of citrus" (em japonês). Bulletin of Fruit Tree Research Station B p. 10:1-9.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Kiyomi (em japonês). Organização Nacional de Agricultura e Pesquisa Alimentat National.
Ícone de esboço Este artigo sobre a ordem Sapindales, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.