Kolos Ferenc Vaszary

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kolos Vaszary, O.S.B.
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo de Esztergom
Primaz da Hungria
Atividade eclesiástica
Ordem Ordem de São Bento
Diocese Arquidiocese de Esztergom-Budapeste
Nomeação 17 de dezembro de 1891
Predecessor Dom János Simor
Sucessor Dom János Cardeal Csernoch
Mandato 1891 - 1912
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 26 de maio de 1856
Nomeação episcopal 17 de dezembro de 1891
Ordenação episcopal 7 de fevereiro de 1892
por Luigi Galimberti
Nomeado arcebispo 17 de dezembro de 1891
Cardinalato
Criação 15 de junho de 1893
por Papa Leão XIII
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santos Silvestre e Martinho nos Montes
Brasão
COA cardinal HU Vaszary Ferenc Kolos3.jpg
Lema DEUS ET PATRIA
Deus e Pátria
Dados pessoais
Nascimento Keszthely, Hungria
12 de fevereiro de 1832
Morte Balatonfüred, Hungria
3 de setembro de 1915 (83 anos)
Nacionalidade húngaro
Funções exercidas - Abade de Pannonhalma (1885-1891)
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Kolos Ferenc Vaszary, O.S.B. (Keszthely, 12 de fevereiro de 1832 - Balatonfüred, 3 de setembro de 1915) foi um religioso húngaro, cardeal-arcebispo de Esztergom e Primaz da Hungria.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ingressou na Ordem de São Bento em 1847 e professou em 6 de junho de 1854. Dois anos depois, em 26 de maior de 1856, foi ordenado sacerdote e atuou por muito tempo como professor e diretor do curso ginasial da Abadia de Pannonhalma, sendo nomeado abade em 28 de abril de 1885.[1] A poucos meses de completar 60 anos, em 13 de dezembro de 1891, foi nomeado arcebispo de Esztergom e, consequentemente, Príncipe-Primaz da Hungria, recebendo a ordenação episcopal em 7 de fevereiro de 1892. Como a arquidiocese de Esztergom (que engloba a capital Budapeste) é tradicionalmente governada por um cardeal, Vaszary foi elevado a essa dignidade em 16 de janeiro de 1893 pelo Papa Leão XIII.[1][2]

O cardeal Vaszary serviu como arcebispo durante vinte anos, participando do conclave de 1903. Em uma época em que os bispos geralmente exerciam suas funções por toda a vida - a prática atual de renunciar aos 75 anos ainda não existia -, a saúde do cardeal começou a declinar de tal forma que, em novembro de 1912, já era absolutamente impossível para ele continuar a cumprir qualquer atividade como arcebispo, e ele anunciou sua renúncia. Em virtude dos acordos existentes entre a Igreja Católica e o Império Habsburgo, tanto o papa quanto o imperador teriam que aceitar sua renúncia para que ela tivesse efeito. Esta foi formalmente aceita por ambos na primeira semana de 1913.[1]

Quando o Papa Pio X morreu, o cardeal Vaszary já contava 82 anos de idade e não teve condições de participar do conclave que elegeu seu sucessor, o Papa Bento XV. Vaszary morreu no ano seguinte, em Balatonfüred. Seu corpo encontra-se sepultado na Basílica de Esztergom.[1]

Referências

  1. a b c d «VASZARY, O.S.B. Hungarica, Kolos Ferenc (1832-1915)». The Cardinals of the Holy Roman Church (em inglês). Consultado em 1 de Abril de 2018 
  2. «Kolos Ferenc Cardinal Vaszary, O.S.B. †». Catholic-Hierarchy (em inglês). Consultado em 1 de Abril de 2018 
Precedido por
János Simor
Brasão arquiepiscopal.
Arcebispo de Esztergom
Primaz da Hungria

1891-1913
Sucedido por
János Csernoch
Precedido por
Luigi Giordani
Brasão cardinalício.
Cardeal-presbítero de Santos Silvestre e Martinho nos Montes

1893-1915
Sucedido por
Giulio Tonti