Léal Souvenir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Léal Souvenir
Autor Jan van Eyck
Data c. 1432
Técnica Pintura a óleo sobre carvalho
Dimensões 33,3  × 18,9 
Localização National Gallery, Londres

Léal Souvenir[nota 1] (ou Timotheus ou Retrato de um Homem) é uma pequena pintura a óleo sobre carvalho de 1432 do pintor flamengo Jan van Eyck. Não se conhece a identidade do homem, as as suas características sugerem um indivíduo histórico e não um mero modelo idealizado, habitual nos retratos contemporâneos do Renascimento nórdico;[1] observa-se uma contradição entre a sua aparência despretensiosa e a sua expressão sofisticada e enganosa. O retrato está inserido numa imitação de parapeito que contém três níveis de inscrições pintadas, cada uma delas aparentando ter sido gravadas na pedra.[2] Van Eyck não tinha um conhecimento elevado da grego ou de latim, levando-o a cometer alguns erros; as leituras efectuadas pelos modernos académicos não são consensuais. A primeira inscrição está numa forma de grego e parece estar escrito "TYΜ.ωΘΕΟC", a qual não foi traduzida de forma satisfatória, mas tem levado a que o trabalho se intitule de Timotheus. Ao meio, a inscrição está em francês, e pode ler-se "Leal Souvenir" (Lembrança Leal) e indica que o retrato é comemorativo, pintado após a morte do homem. A terceira inscrição é a assinatura de van Eyck e a data de execução escritas de forma semelhante à linguagem jurídica, sugerindo, assim, que o homem estaria envolvido nesta profissão.[3]

As características do modelo têm sido descritas como "simples e rústicas", no entanto, ele é apresentado como pensativo e introspectivo. Vários historiadores de arte que analisaram o retrato, referem uma possível tristeza, dor ou melancolia na sua expressão. A historiadora Erwin Panofsky sugere que ele sofre de "solidão". O painel foi adquirido em 1857 pela National Gallery de Londres, on se encontra em exposição permanente.[4] O homem seria suficientemente importante para pertencer ao círculo de membros da corte do príncipe da Borgonha, Filipe, o Bom, de tal forma que teve direito a ser pintado com uma aparência histórica. O historiador de arte do século XIX Hippolyte Fierens Gevaert identificou o texto "TYΜ.ωΘΕΟC"[5] com o músico grego Timóteo de Mileto. Panofsky tirou a mesma conclusão, eliminando outros cidadãos gregos com o mesmo nome; o seu passado era religiosos ou militar, profissões que não se coadunavam com as vestes deste homem. Panofsky acredita que o modelo seria um músico da alta esfera social na corte de Filipe. Pesquisas mais recentes focam-se na forma da terceira inscrição, e sugerem a ideia de que o homem seria um conselheiro jurídico da coroa,[6] talvez até reportando ao próprio van Eyck.[5]

Notas

  1. A pintura é habitualmente designada por Léal Souvenir, embora a inscrição que dá o nome ao trabalho não contenha um diacrítico.

Referências

  1. Smith, 42
  2. Panofsky, 80
  3. Bauman, 37
  4. "Portrait of a Man ('Léal Souvenir') Arquivado em 8 de abril de 2013, no Wayback Machine.". National Gallery. Acesso em 31 de Dezembro de 2014
  5. a b Pavio, 212
  6. Wood, 650

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bauman, Guy. "Early Flemish Portraits 1425–1525". The Metropolitan Museum of Art Bulletin, volume 43, no. 4, Spring, 1986
  • Borchert, Till-Holger. Van Eyck. Londres: Taschen, 2008. ISBN 3-8228-5687-8
  • Campbell, Lorne. The Fifteenth-Century Netherlandish Paintings. Londres: National Gallery, 1998. ISBN 0-300-07701-7
  • Dhanens, Elisabeth. Hubert and Jan van Eyck. Nova Iorque: Tabard Press, 1980. ISBN 0-914427-00-8
  • Harbison, Craig. Jan van Eyck, The Play of Realism. London: Reaktion Books, 1991. ISBN 0-948462-18-3
  • Jones, Susan Frances. Van Eyck to Gossaert. Londres: National Gallery, 2011. ISBN 1-85709-504-3
  • Kemperdick, Stephan. The Early Portrait, from the Collection of the Prince of Liechtenstein and the Kunstmuseum Basel. Munique: Prestel, 2006. ISBN 3-7913-3598-7
  • Meiss, Millard. "'Nicholas Albergati' and the Chronology of Jan van Eyck's Portraits". Burlington Magazine, volume 94, No. 590, Maio de 1952
  • Pächt, Otto. Van Eyck and the Founders of Early Netherlandish Painting. 1999. Londres: Harvey Miller Publishers. ISBN 1-872501-28-1
  • Paviot, Jacques. "The Sitter for Jan van Eyck's 'Leal Sovvenir". Journal of the Warburg and Courtauld Institutes, volume 58, 1995
  • Panofsky, Erwin. "Who Is Jan van Eyck's 'Tymotheos'?". Journal of the Warburg and Courtauld Institutes, volume 12v, 1949
  • Smith, Jeffrey Chipps. The Northern Renaissance. Londres: Phaidon Press, 2004. ISBN 0-7148-3867-5
  • Upton, Joel Morgan. Petrus Christus: His Place in Fifteenth-Century Flemish painting. University Park, PA: Pennsylvania State University Press, 1989 ISBN 0-271-00672-2
  • Weale, W. H. J.. Hubert and John Van Eyck, their life and work. Londres: J. Lane Company, 1908
  • Wood, Wendy. "A new identification of the sitter in Jan van Eyck's Tymotheus portrait". The Art Bulletin, volume 60, No. 4, Dezembro de 1978

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre pintura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.