Léon-Gontran Damas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Léon-Gontran Damas
Nascimento Léon-Gontran Damas
28 de março de 1912
Caiena, Guiana Francesa
Morte 22 de janeiro de 1978 (65 anos)
Nacionalidade francês

Léon-Gontran Damas foi um escritor, poeta e político francês, nascido a 28 de março de 1912 na Guiana Francesa e falecido a 22 de janeiro de 1978 nos Estados Unidos. Era mestiço de negro, ameríndio e branco.

Foi um dos fundadores da Negritude, juntamente com Césaire e Sengor nos anos 1940. Amante do jazz, publicou em 1937 o livro Pigments, reunião de poemas prefaciada por André Gide, que se revolta com violência contra a educação crioula que ele vê como uma aculturação imposta. Um de seus grandes temas é a vergonha da assimilação. Engajado na política, foi deputado da Guiana.

Em Paris, fez estudos de direito, depois, na Escola de línguas orientais, estudo russo, japonês e baolê.

Ver também[editar | editar código-fonte]