Língua flexiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Tipologia linguística
Morfológica
Língua analítica
Línguas isolantes
Língua sintética
Língua flexiva
Língua aglutinante
Língua polissintética
Língua oligossintética
Morfossintática
Alinhamento
Nominativo-acusativo
Nominativo marcado
Ergativo-absolutivo
Ergativo dividido
Austronésio
Ativo-estativo
Sujeito nulo
Papel theta
Pivô sintático
Língua ativa
Língua tripartite
Ordem das palavras
Sujeito-verbo-objeto
Sujeito-objeto-verbo
Verbo-sujeito-objeto
Verbo-objeto-sujeito
Objeto-sujeito-verbo
Objeto-verbo-sujeito
Tempo-maneira-lugar
Lugar-maneira-tempo
Léxico
Nome das cores
Numeral

Língua flexiva, flexional ou amalgamente[1] é uma língua composta de semantemas e morfemas expressos através de flexão. Sabe-se que tanto as línguas indo-europeias como as línguas semitas são flexivas.[2]

Referências

  1. Borba 1970, p. 114.
  2. Jota 1976, p. 194.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Borba, Francisco da Silva. Introdução aos estudos lingüísticos. São Paulo: Companhia Editora Nacional 
  • Jota, Zélio dos Santos (1976). Dicionário de lingüística. Rio de Janeiro: Presença