Laboratório Nacional de Computação Científica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Laboratório Nacional de Computação Científica
(LNCC)
Tipo Instituto de Pesquisa Governamental
Propósito Realizar pesquisa, desenvolvimento e formação de recursos humanos em Computação Científica, em especial na construção e aplicação de modelos e métodos matemáticos e computacionais na solução de problemas científicos e tecnológicos, bem como disponibilizar ambiente computacional para processamento de alto desempenho, tendo como finalidades o avanço do conhecimento e o atendimento às demandas da sociedade e do Estado brasileiro.
Sede Petrópolis, Rio de Janeiro
Línguas oficiais Português
Filiação MCTI
Diretor Pedro Leite da Silva Dias
Sítio oficial www.lncc.br

O Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) é uma instituição brasileira de pesquisa científica e desenvolvimento tecnológico do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), especializada em computação científica. Tem sede na cidade de Petrópolis, Rio de Janeiro, desde 1998, sendo o único do Brasil[1]. Desde sua fundação, em 1980, até 1998, se situou na cidade do Rio de Janeiro.

A finalidade do LNCC é realizar pesquisas na área da Computação Científica. As linhas de pesquisa do laboratório se fixam em áreas interdisciplinares como[2][3] biossistemas, bioinformática, biologia computacional, atmosfera e oceanos, meio ambiente e ciência multiescala. Estas linhas de pesquisa apoiam-se nas áreas de competência do LNCC como mecânica dos fluidos computacional, computação de alto desempenho, simulação de reservatórios de petróleo, otimização e análise não-linear de estruturas, sistemas e controle, análise numérica de equações diferenciais e análise de sensibilidade.

Vista frontal do Laboratório Nacional de Computação Científica, em Petrópolis, RJ.

Ensino[editar | editar código-fonte]

O programa de pós-graduação strictu senso do LNCC em Modelagem Computacional, a nível de Mestrado e Doutorado, busca excelência na formação multidisciplinar de recursos humanos. É um programa desafiador e inovador que desenvolve em cada estudante a competência em três grandes áreas: Matemática aplicada, computação científica e modelagem computacional. O programa enfatiza a modelagem em áreas interdisciplinares. É aprovado pela CAPES e conta também com o apoio do CNPq e da FAPERJ para atender as demandas estratégicas da comunidade nacional de ciência e tecnologia.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]