Assassinato de Latasha Harlins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Latasha Harlins)
Latasha Harlins
Latasha Harlins
Outros nomes Tasha
Nascimento 14 de julho de 1975
East St. Louis, Illinois, EUA
Morte 16 de março de 1991
Los Angeles, Califórnia, EUA
Nacionalidade americana
Educação Westchester High School

Latasha Harlins (East St. Louis, 14 de julho de 1975Los Angeles, 16 de março de 1991) foi uma afro-americana de 15 anos de idade que foi fatalmente assassinada a tiros por Soon Ja Du, uma mulher coreana de 51 anos de idade, dona de uma loja de conveniência. Du foi julgada e condenada por homicídio voluntário pela morte de Harlins e condenada á cinco anos de liberdade condicional,[1] 400 horas de serviço comunitário, restituição de US$ 500 e despesas do funeral.[2]

Considera-se que a morte de Latasha Harlins, gravada em imagens de segurança, mais tarde contribuiu para os Distúrbios de Los Angeles em 1992, especialmente aos ataques ao bairro de Koreatown em Los Angeles, onde a maioria dos moradores eram coreanos.[3] A morte de Harlins ocorreu 13 dias após o espancamento de Rodney King em vídeo.[1][3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Monroe, Rachel. «Common Ground: Brenda Stevenson's "The Contested Murder of Latasha Harlins"». Los Angeles Review of Books. Consultado em 8 de junho de 2020 
  2. «FindLaw's California Court of Appeal case and opinions.». Findlaw (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2020 
  3. a b «De Rosa Parks a George Floyd, mártires mobilizaram marchas contra racismo nos EUA - noticias - Estadao.com.br - Acervo». Estadão - Acervo. Consultado em 8 de junho de 2020