Lealismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Lealismo é o termo usado para se referir à pessoa que mantém lealdade a um governo pré-estabelecido. O praticante dessa ideologia recebe o nome de lealista.

Lealismo na História[editar | editar código-fonte]

Nos Estados Unidos da América, o termo lealista indica os colonos que resistiram à Revolução Americana de 1776, sendo fieis ao governo da Inglaterra. Dentre esses lealistas, estavam inclusos oficiais do exército real britânico, membros do clero e mercadores fortemente relacionados com Londres.[1][2][3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Thomas B. Allen (9 November 2010). Tories: fighting for the king in America's first civil war. HarperCollins. ISBN 978-0-06-124180-2. Consultado em 18 November 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  2. Wallace Brown (1965). The king's friends: the composition and motives of the American loyalist claimants. Brown University Press. Consultado em 18 November 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  3. Robert M. Calhoon (1973). The loyalists in Revolutionary America: 1760-1781. Harcourt Brace Jovanovich. Consultado em 18 November 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)