Legio I Parthica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Legio I (desambiguação).
Legio I Parthica
Holzfaeller Inschrift Obernburg.jpg
Estela com uma inscrição citando a I Parthica (CIL XIII, 11784)
País Império Romano
Corporação Legião romana (Mariana)
Missão Infantaria (com alguma cavalaria de apoio)
Criação 197 d.C. até pelo menos o século V
Patrono Sétimo Severo
Mascote Centauro
Sede
Guarnições Singara, na Mesopotâmia (até 360)
Nísibis (até 363)
Constantina (até pelo menos o séc. V)

Legio prima Parthica ou Legio I Parthica ("Primeira legião Parta") foi uma legião romana mobilizada em 197 pelo imperador Sétimo Severo (r. 193–211). A sua presença no Oriente Médio é atestada pelo menos até o início do século V. seu símbolo era o centauro.

As legiões I Parthica, II Parthica e III Parthica foram mobilizadas por Sétimo Severo para sua campanha contra o Império Parta. Após o sucesso da campanha, a Primeira e a Terceira permaneceram na região, acampadas em Singara, na Mesopotâmia (atual Sinjar, no Iraque), para suprimir eventuais rebeliões e novos ataques do Império Parta.

Legionários da I Parthica eram geralmente transferidos para outras províncias, principalmente a Lícia, Cilícia e Cirenaica.

Em 360, a I Parthica falhou em defender o seu acampamento contra um ataque dos sassânidas. Após a derrota, foi transferida para Nísibis (na Turquia), onde permaneceu até a rendição da cidade para o Império Sassânida em 363. Em seguida, foi novamente transferida, desta vez para Constantina, onde ainda estava quando foi mencionada pela última vez no início do século V

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Legio I Parthica