Leptospermum scoparium

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaLeptospermum scoparium
Manukaflowers.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Myrtales
Família: Myrtaceae
Género: Leptospermum
Espécie: L. scoparium
Nome binomial
Leptospermum scoparium
J.R.Forst. & G.Forst.

Leptospermum scoparium, conhecido como mānuka, manuka, árvore-chá e leptospermo, é uma espécie de arbusto ou árvore florífera nativa do sudeste da Austrália e da Nova Zelândia.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Leptospermum scoparium é uma árvore arbustiva prolífica. Geralmente cresce de forma arbustiva com altura de 2-5 m, mas pode ser cultivado como uma árvore até 15 m. Os ramos lenhosos são bastante ramificados. As folhas que cobrem os ramos são pequenas, persistentes, e aromáticas, normalmente de coloração verde-acinzentada, mas podendo variar de verde escuro até cor de vinho, dependendo do cultivar. As flores normalmente são brancas ou rosas, mas pode apresentar vermelho ou até violeta em alguns cultivars.

Cultivo[editar | editar código-fonte]

Introduzido para cultivação na Inglaterra por Sir Joseph Banks em 1771, depois de uma viagem de três anos com o Capitão James Cook ao Pacífico Sul, tem se espalhado desde então para cultivo em jardins e parques ao redor do mundo.

Deve ser cultivado sob sol pleno, em solo rico e bem drenado. Aguenta poda e geada. Não tolera o calor tropical.

É frequentemente cultivada como base para mel e para usos farmacológicos. O mel de manuka é o de maior preço do mundo dada a dificuldade da sua produção e a exclusividade da planta na Oceania.

Referências

  1. Fry, C. (2014). Os Caçadores de Plantas: As Aventuras dos Grandes Exploradores Botânicos. E. G. Gonçalves (tradutor). São Paulo: Editora Europa.
  2. Patro, Raquel. (2013). "Érica-japonesa - Leptospermum scoparium". [1]
Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.