Lev Razgon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Lev Emmanuilovich Razgon (russo: Лев Эммануилович Разгон) (1 de Abril de 1908, Gorki, província de Minsk, - 8 de setembro de 1999, Moscou ) foi um escritor russo, detento do Gulag e ativista dos direitos humanos.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 1932, ele se formou na faculdade de história do Instituto Pedagógico Estatal de Moscou.[2] [3]

Razgon se juntou ao NKVD em 1933[4] e por dois anos trabalhou em um departamento especial liderado por seu sogro Gleb Bokii.[5] Em 1937, após a prisão do sogro, Razgon foi expulso do NKVD.[3]

Em 18 de abril de 1938, ele foi preso[1] [3] e passou os próximos 17 anos em prisões, Gulags[1] e em exílio interno.[2] Em 1955, ele foi libertado e reabilitado.[2] Depois da reabilitação, ele reiniciou a escrever publicando uma série de livros sobre suas memórias no Gulag.[1] Em 1987, revistas literárias começaram a publicar trechos de suas memórias.

Em 1988, a revista Ogonyok publicou o livro Zhena Prezidenta (A esposa do presidente ) de Lev Razgon[2] uma história inacreditável mas verdadeira, com Ekaterina Kalinina, a esposa do primeiro presidente soviético Mikhail Kalinin, que serviu em campos detrabalho forçados em Komi[6]

Juntamente com Aleksandr Solzhenitsyn, Razgon estava entre os fundadores do Memorial.[1] [7] Ele foi um membro do PEN Internacional e da Comissão de Clemência[3] criada por Boris Yeltsin, na qual colaborou para a abolição da pena de morte na Rússia e na reforma do sistema judicial.

Obras[editar | editar código-fonte]

Entre seus livros estão:

  • Shestaja Stantsiya (The Sixth Station, 1964),
  • Odin God i Vsya Zhizn (One Year and All Life, 1973),
  • Sila Tyazhesti (Force of Gravity, 1979),
  • Zrimoe Znanie (Visible Knowledge, 1983),[7]
  • Moskovskie Povesti(The Moscow Stories, 1983),[8]
  • Nepridumannoye (The Not Made-up, 1988),[9]
  • Pered Raskrytymi Delami (Before Revealed Cases, 1991),[10]
  • Pozavchera i Segodnya (The Day before Yesterday and Today, 1995).[11]

Seu livro Nepridumannoye também foi publicado sob o título Plen v Svoyom Otechestve (Captivity in One's Own Homeland, 1994),[2] [12] e foi traduzido para o Inglês sob o título True Stories em 1995.[13] [14]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Em 1998, Razgon foi homenageado com a Ordem por Mérito à Pátria da quarta classe, por sua contribuição pessoal para a literatura nacional, a participação activa nas reformas democráticas na Rússia e em conexão com seu nonagésimo aniversário,[15] Razgon também foi homenageado com o prêmio Andrei Sakharov "pela sua coragem civil de escritor".[3]

Referências

  1. a b c d e Shukman, Harry. "Obituary: Lev Razgon", 22 setembro 1999. Página visitada em 8 agosto 2013.
  2. a b c d e Писатели России. Автобиографии современников. Москва: Журналистское агентство «Гласность», 1998. 386–390 p.
  3. a b c d e Зенькович, Николай. Самые секретные родственники: Энциклопедия биографий. Москва: ОЛМА-ПРЕСС, Звездный мир, 2005. 285 p. ISBN 5-94850-408-5
  4. Варламов, Алексей. (2011). "Зеленая книга". Октябрь (№ 1): 166–172.
  5. Znamensk, Andrei. "Red Shambhala: Magic, Prophecy, and Geopolitics in the Heart of Asia". [S.l.]: Quest Books, 2011. ISBN 978-0-8356-0891-6 Página visitada em 18 dezembro 2014.
  6. Vasilʹeva, Larisa Nikolaevna. Kremlin Wives p. 116
  7. a b Умерла Наталья Разгон, дочь одного из основателей центра «Мемориал». Visitado em 18 de agosto 2011.
  8. Разгон, Лев. Московские повести. Москва: Детская литература, 1983.
  9. Разгон, Лев. Непридуманное. Москва: Издательство «Правда», 1988.
  10. Разгон, Лев. Перед раскрытыми делами. Москва: Издательство «Правда», 1991.
  11. Разгон, Лев. Позавчера и сегодня. Москва: Инфра-М, 1995. ISBN 5-86225-098-0
  12. Разгон, Лев. Плен в своем отечестве. Москва: Книжный сад, 1994.
  13. Razgon, Lev. "True stories: The memoirs of Lev Razgon". Ann Arbor, MichiganArdis, 1995. ISBN 0-87501-108-X
  14. Razgon, Lev. "True Stories". [S.l.]: Souvenir Press Ltd, 1998. Página visitada em 8 de agosto de 2013.
  15. Указ Президента РФ от 01.04.1998 N 335 “О награждении орденом “За заслуги перед отечеством” IV степени Разгона Л.Э.”. Visitado em 8 de agosto de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]