Lonelyhearts

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Lonely Hearts.
Lonelyhearts
Por um Pouco de Amor[1] (BRA)
 Estados Unidos
1958 •  p&b •  100 min 
Direção Vincent J. Donehue
Produção Dore Schary
Walter Reilly
Roteiro Dore Schary
Howard Teichmann
(peça)
Nathanael West (romance)
Elenco Montgomery Clift
Robert Ryan
Myrna Loy
Gênero drama
Música Conrad Salinger
Direção de fotografia John Alton
Direção de arte Serge Krisman
Figurino Angela Alexander
Charles Arrico
Edição John Faure
Aaron Stell
Companhia(s) produtora(s) Dore Schary Productions
Distribuição United Artists
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Lonelyhearts é um filme norte-americano de 1958, do gênero drama, dirigido por Vincent J. Donehue e estrelado por Montgomery Clift e Robert Ryan.

Notas sobre a produção[editar | editar código-fonte]

O filme é baseado na peça Miss Lonelyhearts, de Howard Teichman, por sua vez baseada no romance homônimo de Nathanael West, publicado em 1933. A peça teve somente doze apresentações na Broadway, de 03 a 12 de outubro de 1957.[2]

O produtor e roteirista Dore Schary mudou radicalmente muita coisa do livro. Adicionou comentários sobre tolerância e bomba atômica, inventou um final feliz artificial, suavizou o caráter de um personagem central e deixou sobreviver um outro, que na trama escrita morre de forma violenta.[3][4]

Por Um Pouco de Amor marcou a estreia no cinema de Maureen Stapleton, que, por sua interpretação de uma esposa sexualmente infeliz, recebeu a primeira de suas quatro indicações ao Oscar.

Também o diretor Vincent J. Donehue, veterano da televisão, fez sua estreia na tela grande. Ele só trabalharia em mais uma produção para o cinema, o drama biográfico Sunrise at Campobello, de 1960.

O romance de Nathanael West já havia sido filmado anteriormente, em 1933, com o título de Advice for Lovelorn, uma pequena produção da 20th Century-Fox dirigida por Alfred L. Werker.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O jornalista Adam White assume a coluna de conselhos sentimentais de um diário, cujo cínico editor, William Shrike, acredita que todos que escrevem cartas à coluna são mentirosos. Adam, que se esconde sob o pseudônimo de Miss Lonelyhearts, acredita nas misérias e angústias de seus leitores e decide conhecer pessoalmente um deles, a infeliz Fay Doyle. Enquanto ambos acabam por se envolver, o editor Shrike tenta salvar seu próprio casamento.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Atriz Coadjuvante
(Maureen Stapleton)
Indicado
Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood Golden Globe Melhor Atriz Coadjuvante - Cinema
(Maureen Stapleton)
Indicado

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Montgomery Clift Adam White
Robert Ryan William Shrike
Myrna Loy Florence Shrike
Dolores Hart Justy Sargeant
Maureen Stapleton Fay Doyle
Jackie Coogan Ned Gates
Mike Kellin Frank Goldsmith
Onslow Stevens Lassiter
Frank Maxwell Pat Doyle
Frank Overton Sargeant
John Gallaudet Johnny
Don Washbrook Don Sargeant
John Washbrook Johnny Sargeant

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. CinePlayers (Brasil)
  2. «Miss Lonelyhearts». IBDB. Consultado em 28 de julho de 2015 
  3. BERGAN, Ronald, The United Artists Story, Londres: Octopus Books, 1986 (em inglês)
  4. ERICKSON, Hal. «Lonelyhearts». AllMovie. Consultado em 28 de julho de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]