Mário Augusto da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mário Augusto da Silva
uma ilustração licenciada gratuita seria bem-vinda
Biografia
Nascimento
Morte
Cidadania
Atividade

Mário Augusto da Silva foi um cientista português. Nasceu e morreu em Coimbra (Almedina, 7 de janeiro de 190113 de julho de 1977). Diplomou-se em ciências (1917) e passou a escrever artigos para jornais como o notável trabalho filosófico-científico Sobre o Problema da Génese (1920).[1]

Na Universidade de Coimbra ocupou, sucessivas vezes, o cargo de assistente da Faculdade de Ciências (1921 - 1922 - 1924). Iniciou o seu doutoramento no Institut du Radium, como bolsista (1925), onde estudou com Madame Curie e se tornou amigo de grandes cientistas como Frédéric Joliot, Irène Joliot-Curie, Salomon Rosenblum.[1]

Em 1926, apresentou à Academia de Ciências de Paris o seu artigo Mobilité des Ions Négatifs et Courants d´Ionisation dans l´Argon Pur, que o levou a ser eleito membro da Société Française de Physique. Obteve o Doctorat d'État, ès-sciences, pela Universidade de Paris (1928), defendendo a tese intitulada Recherches Expérimentales sur l´Électroaffinité des Gaz, perante uma mesa formada por três grandes cientistas franceses: Madame Curie (Presidente), Jean Perrin e André-Louis Debierne.[1]

Em 1929 retornou a Portugal e foi nomeado professor auxiliar da Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra, onde iniciou suas pesquisas sobre núcleos atômicos, que infelizmente tiveram que ser interrompidos por problemas internos na universidade.[1]

Publicou um trabalho pioneiro sobre radioactividade em Portugal, La Radioactivité des Gaz Spontanés de la Source de Luso (1930), em congresso de Hidrologia, climatologia e Ciências Médicas.[1]

Juntamente com o professor de medicina Álvaro de Matos criou o Instituto do Rádio de Coimbra (1931), e - com Teixeira Lopes, seu assistente, e Armando Lacerda, diretor do Laboratório de Fonética Experimental da Faculdade de Letras, a primeira emissora de rádio do país: a Emissora Universitária de Coimbra (1933). Foi eleito membro da American Physical Society em 1941.[1]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.