Música de Câmara (livro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chamber Music
Música de Câmara
Autor (es) James Joyce
Idioma inglês
País  Irlanda
Género Poesia
Editora Elkin Mathews
Lançamento 1907
Páginas 48
ISBN 0-224-00606-1 (Edição de Jonathan Cape de 1971)
Edição portuguesa
Tradução João Almeida Flor
Editora Relógio D'Água
Lançamento 2012
Páginas 90
ISBN 978-989-641-268-5
Edição brasileira
Tradução Alípio Correia de Franca Neto
Editora Iluminuras
Lançamento 1998
ISBN 8573210877
Cronologia
Último
Dublinenses
Próximo

Música de Câmara (no título original em inglês: Chamber Music) é o primeiro livro do escritor irlandês James Joyce. Publicado em 1907, contém trinta e seis poemas que se desenvolvem conforme progride o amor do eu-lírico e sua amada. Simula-se o estilo da poesia elisabetana, com o uso de muitos arcaísmos linguísticos, embora o livro tenha sido referido por Pound por sua inovação no ritmo, derivada do simbolismo, e o autor fizesse uso de alguns neologismos. Há também alusões "antipoéticas": embora o autor tenha imaginado os poemas para serem de fato musicados, afirmou que o título referia-se ao som de urina em um penico (chamber pot)[1].

Referências

  1. Freitas Neto, Alípio Correia de. Uma nota irônica à terminologia feudal in James Joyce, Música de Câmara - Tradução e introdução de Alípio Correia de Freitas Neto. Iluminuras. São Paulo. 1998. ISBN: 85-7321-087-7.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.