Maciej Rataj

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Maciej Rataj
Maciej Rataj
Presidente interino da  Polónia
Período 15 de maio - 14 de junho de 1926
Antecessor Stanisław Wojciechowski
Sucessor Ignacy Mościcki
Presidente interino da  Polónia
Período 16 de dezembro - 22 de dezembro de 1922
Antecessor Gabriel Narutowicz
Sucessor Stanisław Wojciechowski
Dados pessoais
Nascimento 19 de fevereiro de 1884
Chłopy, perto de Lemberga, Áustria-Hungria
Morte 21 de junho de 1940
Palmiry, Polônia
Alma mater Universidade de Leópolis
Partido Partido Popular Polonês "Piast"
Profissão político

Maciej Rataj (19 de Fevereiro de 1884 – 21 de Junho de 1940) foi um político polonês e escritor.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido no vilarejo de Chłopy, perto de Leópolis em 19 de Fevereiro de 1884, ele ingressou no ginásio e estudoulinguística clássica na Universidade de Lwów. Após a finalização dos estudos, ele se tornou um professor do ginásio, primeiramente em Lwów, e mais tarde em Zamość.

Ele se envolveu na política depois que a Segunda República Polonesa ganhou sua independência, seguidamente da Primeira Guerra Mundial. Ele foi membro do Partido Popular Polonês "Piast", e em 1931, membro do Partido Popular. Ele se tornou presidente do Stronnictwo Ludowe e editor-chefe do jornal oficial do partido, o 'Zielony Sztandar' em 1935. De 1919 a 1930 e de 1934 a 1935, ele foi um membro do parlamento do Sejm (Parlamento Polonês), e, de 1922 a 1928, ele foi Presidente do Sejm. Entre 1920 e 1921, ele foi ministro da Religião e Educação Pública, e participou no trabalho sobre a Constituição de Março.

Ele foi Presidente da Polônia duas vezes: primeiro em Dezembro de 1922 depois do assassinato do presidente Gabriel Narutowicz como Presidente interino da República da Polônia por uma semana, e, novamente em Maio de 1926, depois do Golpe de Maio, conduzido por Józef Piłsudski, e da renúncia do presidente Stanisław Wojciechowski. Seu segundo mandato durou metade de um mês.

Durante ambas as vezes, ele orientou eleições especiais e nomeou novos governos.

Em Dezembro de 1939, ele foi preso pela Alemanha Nazista e executado em Palmiry durante a Operação alemã AB-Aktion na Polônia.[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Pamiętniki (Memórias) (1965)
  • Wskazania obywatelskie i polityczne: Wybór pism i przemówień z lat 1919–1938 (1987)
  • Maciej Rataj o parlamentaryzmie, państwie demokratycznym i sanacji (1998)

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 19 de abril de 2016. Arquivado do original em 8 de abril de 2015 

Links externos[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Gabriel Narutowicz
Presidente interino da Polônia
16 a 22 de dezembro de 1922
Sucedido por
Stanisław Wojciechowski
Precedido por
Stanisław Wojciechowski
Presidente interino da Polônia
15 de maio a 14 de junho de 1926
Sucedido por
Ignacy Mościcki