Lviv

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Leópolis)
Disambig grey.svg Nota: Para a cidade brasileira, veja Leópolis (Brasil).
Disambig grey.svg Nota: "Lemberga" redireciona para este artigo. Para a cidade alemã, veja Lemberga (Alemanha).
Lviv
  Cidade  
A "Cidade Velha" de Lviv
A "Cidade Velha" de Lviv
Símbolos
Bandeira de Lviv
Bandeira
Brasão de armas de Lviv
Brasão de armas
Lema Semper fidelis
Apelido(s) Leopolense
Localização
Lviv está localizado em: Ucrânia
Lviv
Mapa de Kiev
Coordenadas 49° 50' 33" N 24° 01' 56" E
País  Ucrânia
Oblast Lviv
História
Fundação 1240-1247
Administração
Prefeito
Características geográficas
Área total 182 km²
População total (2021) 717 486 hab.
Densidade 3 942,2 hab./km²
Altitude 296 m
Fuso horário EET (UTC+2)
Horário de verão EEST (UTC+3)
Código postal 79xxx
Código de área +380 44
Outras informações
Placa veículo TA (antes de 2004: TА,TВ,TC,TH)
Pix.gif Lviv: Conjunto do Centro Histórico *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Lwow-panorama-m.jpg
Panorama de Lviv
País  Ucrânia
Tipo Cultural
Critérios ii, v
Referência 865
Região** Europa e América do Norte
Coordenadas 49° 50' 29.868" N 24° 1' 55.128" E
Histórico de inscrição
Inscrição 1998  (22ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

Levive,[1] Lviv, também conhecida como Leópolis ou Lemberga (em ucraniano: Львів; romaniz.: Lviv ou L'viv, em polonês/polaco: Lwów; em alemão: Lemberg), é uma cidade do oeste da Ucrânia. Localiza-se no oeste do país, perto da fronteira com a Polónia. Tem cerca de 800 mil habitantes. Foi fundada em 1256 pelo duque da Ruténia. Passou para soberania polaca em 1340, austríaca em 1772, de novo polaca em 1919 e ucraniana em 1939.

História[editar | editar código-fonte]

Lviv é mencionada pela primeira vez em Crônica da Galícia e Volínia em 1256. A cidade foi fundada pelo príncipe e depois rei Daniel da Rutênia e recebeu o seu nome em honra do seu filho Leu. Cedo converte-se num importante centro comercial. Foi conquistada pelos polacos em 1340, permaneceu sob a sua autoridade quase sem interrupção até 1772, ano em que passou a mãos austríacas e se converteu na capital da província da Aliche.

Na I Guerra Mundial decorreram encarniçadas batalhas na cidade e seus arredores. Em 1919 foi anexada a Polónia. No período entreguerras, foi a terceira maior cidade do país depois de Varsóvia e Łódź. As tropas soviéticas apoderaram-se da cidade em 1939 no começo da II Guerra Mundial, e mais tarde ocupou-a o exército alemão de 1941 a 1944.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a cidade foi ocupada pela Alemanha Nazista. Em 1945 foi cedida pelos Aliados à URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) e passou a fazer parte da República Socialista Soviética da Ucrânia. A população polaca foi expulsa, sendo a maioria enviada à cidade de Breslávia (que até 1945 havia sido alemã), e Lviv foi repovoada por população ucraniana. O centro histórico da cidade foi declarado Património Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1998.

Em 2007 a Prefeitura de Lviv ergueu uma estátua dedicada ao líder do OUN / UPA, Stepan Bandera. Em 18 de outubro de 2007 o Conselho Municipal de Lviv aprovou uma resolução estabelecendo o "Prémio Stepan Bandera".[2][3]

Durante a Invasão da Ucrânia pela Rússia em 2022, Lviv se tornou uma das cidades mais importantes do país e a de facto capital do oeste da Ucrânia, com várias embaixadas, agências do governo e organizações de mídia foram realocadas de Kiev devido a uma ameaça militar direta à capital.[4] Lviv também se tornou um porto seguro para os ucranianos que fugiam de outras partes do país afetadas pela invasão, seu número superior a 200 000 em 18 de março de 2022. Muitos usaram a cidade como ponto de parada a caminho da Polônia. Lviv e a região maior ao seu redor também serviram como uma rota crucial de armas e suprimentos humanitários.[5] Preparando-se para ataques russos, o governo local e os cidadãos, ajudados pelos conselheiros poloneses e croatas, trabalharam para proteger o patrimônio cultural da cidade erguendo barreiras improvisadas em torno de monumentos históricos, embrulhando estátuas e protegendo tesouros de arte.[6]

Esporte[editar | editar código-fonte]

Três clubes de futebol polacos mais antigos foram criados na cidade: Lechia Lwów, Czarni Lwów e Pogoń Lwów (quatro vezes campeão polaco entre 1922 e 1926). Seus times atualmente são Rukh Lviv, Karpaty Lviv e FC Lviv.

Personalidades nascidas em Lviv[editar | editar código-fonte]

Imagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Correia, Paulo (Primavera de 2022). «Ucrânia — ficha de país» (PDF). a folha – Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias. Consultado em 27 de julho de 2022 
  2. Korrespondente » Ucrânia » Acontecimentos » Lviv organizou o prémio jornalístico Stepan Bandera
  3. Розпорядження №495
  4. «Archived copy». The Washington Post. Consultado em 23 de fevereiro de 2022. Cópia arquivada em 24 de fevereiro de 2022 
  5. «Russia has attacked Lviv. Here's why the western city is so important to Ukraine's defense». CNN. Consultado em 18 de março de 2022 
  6. «Wrapping The Art Treasures Of Lviv» (em inglês). RadioFreeEurope/RadioLiberty. 18 de março de 2022. Consultado em 18 de março de 2022 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Fernandes, Ivo Xavier (1941). Topónimos e gentílicos Vol. I. Lisboa: Editôra Educação Nacional 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Lviv
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Ucrânia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.