Manbij

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a cidade mais comumente chamada de Hierápolis, veja Hierápolis.

Manbij ou Hierápolis Bambice é uma antiga cidade da Síria. Atualmente, a cidade encontra-se sob controle curdo[1].

História[editar | editar código-fonte]

Era um santuário desde um tempo muito recuado, mas registros históricos só começam na época dos Selêucidas, que a fizeram a principal cidade na estrada entre Antioquia e Selêucia. Também se tornou um centro de adoração da deusa Atargatis. No século III se tornou capital da província do Eufrates, e uma das maiores da Síria, mas logo caiu em ruínas.

Harune Arraxide a restaurou e no século VIII se tornou motivo de disputa entre bizantinos, árabes e turcos. Foi capturada pelos cruzados no século XII, mas Saladino a reconquistou em 1175. Depois foi sede dos mongóis de Hulagu, que a destruíram. Hoje restam apenas suas ruínas, formando um importante sítio arqueológico.

Sob o Império Otomano, Manbij foi uma kaza (distrito) da província de Alepo. Em 1879, após a Guerra Russo-Turca, uma colônia de Circassianos de Vidin (Widdin) foi implantada na área das ruínas. Em 1911, sua população era de 1.500 habitantes.

Referências

  1. Curdos rechaçam entregar o controle de Manbij Sputnik. Pesquisa em 20/09/16
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Manbij», especificamente desta versão.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Síria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.