Manobras de Diversão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Abril de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Abril de 2008). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Manobras de Diversão foi um projecto humorístico criado pelas Produções Fictícias e desenvolvido no teatro e na televisão. Dele fizeram parte Marco Horácio, Manuel Marques e Bruno Nogueira, tal como actrizes como Sofia Grillo, Carla Salgueiro e Joana Capucho.[1]

Em 2002-2003, as Manobras de Diversão apresentaram no Teatro S. Luís, em Lisboa, espectáculos com sketches caricaturando a actualidade político-social como "Não Há Crise", "O Espírito de Natal" e "Fechado para Férias". Em Dezembro de 2003, estreou o espectáculo "Manobras Completas", o qual reuniu os melhores textos do grupo (escritos por um conjunto amplo de argumentistas das PF).

No final de 2004, surgiu na SIC a versão televisiva das Manobras, que conheceu apenas uma série. Mais tarde, foram publicados em livro (com o qual foi distribuído um DVD com um especial gravado na Feira do Livro de Lisboa) alguns dos textos representados no teatro e na televisão.

Referências