Cobertura morta (jardinagem)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Manta (jardinagem))
material orgânico, Súber
filme plástico

Cobertura morta (do inglês mulching, “guarnecer com um manto”) [1][2] é uma técnica utilizada em jardinagem e agricultura para proteger o solo da erosão, do empobrecimento causados pela remoção da camada superior por agentes externos, como vento e chuvas, e da perda de humidade e temperatura (é uma barreira física à transferência de energia e vapor d'água entre o solo e a atmosfera).[2] Consiste na aplicação de uma camada de material orgânico seco resistente às intempéries, como folhas, serragem, palha, casca de árvores, ou de um filme plástico na superfície do solo. [2]

Permite a diminuição da infestação de invasores e doenças, provoca a modificação da temperatura do solo e do ar próximo a ele, diminui a compactação do solo e evita o contato direto dos frutos com o solo. Evita ainda o impacto direto da chuva com o solo, que provocam a erosão e reduz a umidade relativa no interior de estufas, prevenindo a perda de nutrientes por lixiviação (extração de matérias solúveis de um produto por meio de solventes).[2]

A manta, quando é feita com a utilização de filme plástico aumenta significativamente o fluxo de calor acima dela, o que contribui para um melhor desenvolvimento da cultura, e pode reduzir o aumento da temperatura abaixo, no solo, por provocar a retenção de líquido. Se for usado plastico branco opaco, além da retenção de líquido, haverá também o rebatimento da luz solar, levando a que o solo aqueça ainda menos.

Na agricultura, é aplicada em culturas de morango, aspargos melão, tomate, abacaxi, uva, berinjela, pepino, alface e pimentão.[2]

Referências

  1. Da redação (2018). «O que é cobertura morta». Ecocâmara (Câmara dos Deputados). Consultado em 5 de janeiro de 2021 
  2. a b c d e Redação da Embrapa (2002). «Influência da Cobertura Morta no Desenvolvimento de Fruteiras Tropicais» (PDF). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento/Embrapa. Consultado em 5 de janeiro de 2021