María Luisa Bemberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
María Luisa Bemberg
María Luisa Bemberg (anos 70).
Nascimento 14 de abril de 1922
Nacionalidade  Argentina
Morte 7 de maio de 1995 (73 anos)
Ocupação Roteirista e diretora de cinema
Outros prêmios
Melhor Filme do Festival Internacional de Cinema de Cartagena
1991
IMDb: (inglês)

María Luisa Bemberg (Buenos Aires, 14 de abril de 1922 — Buenos Aires, 7 de maio de 1995) foi uma roteirista e diretora de cinema argentina.

Nos anos 70 estudou em Nova Iorque, com Lee Strasberg. Foi uma tenaz ativista do feminismo e uma das fundadoras da Unión Feminista Argentina, o que a levou a realizar uma arte vinculada à problemática da mulher.

Seu filme Camila foi escolhido para competir ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 1985, representando a Argentina.

Morreu aos 73 anos em decorrência de câncer, enquanto trabalhava no roteiro do filme El impostor, baseado em um conto de sua parente pelo lado materno, Silvina Ocampo. O filme foi realizado por seu colaborador Alejandro Maci, em 1997.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Como roteirista
Como diretora
  • De eso no se habla (1993)
  • Yo, la peor de todas (1990)
  • Miss Mary (1986)
  • Camila (1984)
  • Señora de nadie (1982)
  • Momentos (1981)

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]