Marcelly Morena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marcelly Morena
Nascimento c.1986[1][2][3]
Duque de Caxias[2][3]
Nacionalidade brasileira
Ocupação cantora[4][5]
dançarina de samba

Marcelly Morena é uma cantora e dançarina de samba brasileira que em 2016 se tornou a primeira transgênero a dançar como passista no Carnaval do Rio de Janeiro.

Morena nasceu e cresceu em Duque de Caxias,[2][3] e dançou desde cedo.[1] Aos nove anos, sentiu-se deslocada no corpo masculino com que nasceu.[2][3] Saiu de casa aos dezesseis anos[3] e foi alienada de sua família porque seu pai não aceitou sua identidade de gênero.[2] Mais tarde, visitava a mãe, que lhe fornecia roupas de mulher e maquiagem.[2]

Como cantora, Morena se apresentou como parte de um grupo de transgêneros chamado As Peguetes,[6] e mais recentemente se apresenta como metade da dupla de funk Karlos & Marcelly Morena.[5][6]

Em 2016, ela foi convidada por sua escola de samba Acadêmicos do Grande Rio para dançar como passista de Carnaval.[5]

Em 2018, tornou-se porta-voz do Rio Sem Homofobia, um programa de educação e extensão do Centro de Cidadania LGBT do Rio de Janeiro.[5]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]