Mark Ryden

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mark Ryden
Main a.jpg
Ryden em seu estúdio. Foto por Ann Cutting.
Nascimento 20 de janeiro de 1963 (58 anos)
Oregon, Estados Unidos.
Cidadania Norte-Americano.
Progenitores Mãe: Barbara Ryden.
Pai: Keith Ryden.
Cônjuge Marion Peck
Filho(a)(s) Rosie e Jasper.
Ocupação Pintura.
Principais trabalhos ''The Creatrix'', ''Snow White'' e ''The Birth''
Gênero literário Surrealismo-Pop, Fantástico.
Movimento literário Surrealismo-Pop
Escola/tradição Art Center College of Design em Pasadena, 1987.
Página oficial
www.markryden.com

Mark Ryden (Medford, Oregon, 20 de Janeiro de 1963) é um pintor norte-americano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ryden é um dos mais renomados artistas do movimento de surrealismo-pop, uma arte underground e influenciada pela cultura pop que teve a origem de sua cena na década de 1970, no sul da California.[1] Ele é reconhecido como o "Deus-Pai do surrealismo-pop" pela Interview Magazine.[2] A estética de Ryden é desenvolvida a partir de sutis amálgamas de muitas fontes, que vão de David Ingres e outros classicistas franceses à little golden books.[3] Ryden também obtém inspiração a partir de qualquer coisa que evoca mistério, isto é, brinquedos antigos, modelos de anatomia, animais empalhados, esqueletos e efêmeras religiosos encontrados em flea markets.[4] De acordo com o The New York Times, "As imagens de Ryden fazem alusão às coisas psíquicas que pululam por entre a superfície sentimental, nostálgica e inocente do kitsch moderno".[4]

Ryden nasceu em Medford, Oregon, em 20 de Janeiro de 1963,[5] mas cresceu no sul da California. Ryden é filho de Barbara Ryden e Keith Ryden. Seu pai se sustentava através da pintura e da restauração e customização de carros,[6] ele possui duas irmãs e dois irmãos; um deles também é um artista e chama-se Keyth Ryden, e o mesmo trabalha sob o nome de KRK.[7][8] Ryden graduou-se no Art Center College of Design em Pasadena, em 1987.

De 1988 à 1998 Ryden sustentou-se como um artista comercial. Durante este período Ryden criou inúmeras capas de álbuns de estúdio, incluindo o Dangerous de Michael Jackson, o One Hot Minute do Red Hot Chili Peppers e o Love in an Elevator do Aerosmith. Durante este tempo, Ryden também criou capas de livros, incluindo o romance de Stephen King Desperation and The Regulators. Ryden sobreviveu como artista comercial até o seu trabalho ter sido reconhecido por Robert williams, um membro fundador da Zap Comix Collective, que em 1994 o colocou na capa da Juxtapoz; uma revista devotada à "lowbrow art".[9]

Exibições (1998-Hoje)[editar | editar código-fonte]

O primeiro trabalho solo de Ryden estreou com o nome de The Meat Show em Pasadena, California, em 1998.[10] Meat/Carne é um tema comum no trabalho de Ryden. Ryden observa o que há de desconexo em nossa cultura contemporânea que gira em torno de comer carne, observando a viva criatura da qual a mesma provém. "Eu suponho que seja a contradição que me faz trabalhar com o tema de carne em minha arte." (Diz Ryden). De acordo com Ryden, carne é a física substância que nos faz vivos através desta realidade. Todos nós estamos "vestindo" nossos corpos, e estes são meros trajes de carne.[carece de fontes?]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Ryden tem dois filhos, Rosie e Jasper. Em 24 de Outubro de 2009, Ryden casou-se com sua parceira que o acompanha há muitos anos, Marion Peck, na floresta tropical do noroeste do pacífico.[11][12] Ele atualmente vive em Eagle Rock, California, onde ele divide um estúdio com a sua esposa.[13]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Haden-Guest, Anthony (29 de abril de 2010). «The King of Old-time Kitsch». The Daily Beast (em inglês). Consultado em 21 de janeiro de 2021 
  2. «Interview Magazine». Consultado em 22 de agosto de 2013. Arquivado do original em 31 de maio de 2012 
  3. New York Times
  4. a b «Mark Ryden». www.markryden.com. Consultado em 21 de janeiro de 2021 
  5. Mark Ryden Biography
  6. «Mark Ryden». www.markryden.com. Consultado em 21 de janeiro de 2021 
  7. «KRK Ryden | Biography Page One». www.krkland.com. Consultado em 21 de janeiro de 2021 
  8. «Wondertoonel Exhibition Book». Consultado em 22 de agosto de 2013. Arquivado do original em 31 de maio de 2014 
  9. «Wondertoonel Exhibition Book». Consultado em 22 de agosto de 2013. Arquivado do original em 31 de maio de 2014 
  10. The Japan Times - February 2009
  11. «Congrats Mr. and Mrs. Ryden! « Arrested Motion». ArrestedMotion (em inglês). Consultado em 21 de janeiro de 2021 
  12. «twitpic.com». twitpic.com. Consultado em 21 de janeiro de 2021 
  13. "Ryden and Peck," Bizarre, June 2009.