Marquês de Castelo Rodrigo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde Junho de 2014).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Escudo marques Castelo Rodrigo

Marquês de Castelo Rodrigo é um título nobiliárquico criado em 29 de Janeiro de 1600 por Filipe II (III de Espanha), rei de Portugal e Espanha, a favor de D. Cristóvão de Moura, 1.º conde de Castelo Rodrigo.

Marqueses de Castelo Rodrigo[editar | editar código-fonte]

Título criado por três vidas a favor de:

  1. D. Cristóvão de Moura (1538-1613), 1.º Marquês e Conde de Castelo Rodrigo Cristóvão de Moura e foi casado com Dona Margarida Corte-Real, herdeira da Capitania de Angra, na ilha Terceira.
  2. D. Manuel de Moura Corte Real (c. 1590-?), 2.º Marquês e 1.º conde de Lumiares (antigo); governador dos Países Baixos Espanhóis (1644-1647), que passou a Castela após a Restauração e que por esse motivo o título foi dado por extinto em Portugal, continuando todavia em Espanha. Também o foram as capitanías, que passaram para seu cunhado o 5.º Conde de Vimioso e marquez de Aguiar D. Afonso de Portugal, que passou a usar as suas armas (Portugal), anexadas ás dos "Moura" e "Corte-Real", conforme se pode verificar pelo frontal do altar-mor de sua capela, vindo do antigo palácio de São Bento, hoje depositado no Museu de Arte Antiga, em Lisboa. É esta família que representa consequentemente ambas as famílias, pelo lado de Dona Margarida, também os descobridores do continente americano, Gaspar e Vasco Corte - Real.

Em Castela:

  1. D. Francisco de Moura Corte-Real (1610-1675)
  2. D. Leonor de Moura Côrte-Real (c. 1630-?)
  3. Joana de Moura Côrte-Real
  4. Francisco Pio (1672-1723), 6.º conde de Lumiares (antigo)
  5. Isabella Maria Pio (1719-1799), 7º conde de Lumiares (antigo)
  6. Antonio Valcárcel y Pío de Saboya (1748-1808)
  7. María de la Concepción Valcárcel (1774-1825)
  8. Juan Jacobo Falcó y Valcarcel (1797-1873)


Em Portugal:

  1. D.Maria de Mendoça casada com Afonso de Portugal, 1.º marquês de Aguiar, 5.º Conde de Vimioso(1591-1649)
  2. D.Luís de Portugal, 6.º Conde de Vimioso, depois seu irmão D. Miguel de Portugal, 7ºConde de Vimioso(1631-1687)
  3. D.Francisco de Portugal, 8.º Conde de Vimioso, 2.º Marquês de Valença (1679-1749)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]