Maximilian von Edelsheim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maximilian von Edelsheim
Nascimento 6 de Julho de 1897
Berlim, Império Alemão
Morte 26 de Abril de 1994 (96 anos)
Konstanz, Alemanha
Nacionalidade Alemão
Serviço militar
Lealdade Império Alemão Império Alemão
Alemanha Nazista Alemanha Nazista
Serviço Wehrmacht
Patente General der Panzertruppe
Comando XXXXVIII Corpo Panzer
Conflitos Primeira Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Condecorações Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro com Folhas de Carvalho

Maximilian Reichsfreiherr von Edelsheim foi um general alemão durante a Segunda Guerra Mundial, comandando algumas unidades panzer. Nasceu em Berlim em 6 de Julho de 1897, faleceu em Konstanz em 26 de Abril de 1994.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Maximilian von Edelsheim se alistou para o Exército servindo na cavalaria em 1914 e se tornou um oficial cadete em 1915, encerrando a Primeira Guerra Mundial (1914-18) como Leutnant. Durante o período de entre-guerras, ele comandou várias unidades de cavalaria.[1]

Em 1939, ele se tornou um Oberstleutnant e comandante oficial do Radf.Abt. 1. Ele esteve no comando do Kav. Rgt. 22 (25 de Setembro de 1941) com a promoção para Oberst em 1 de Dezembro de 1941 e após para Generalmajor em 1 de Junho de 1943, subindo rapidamente entre as patentes: apontado Generalleutnant em 20 de Maio de 1944 e General der Panzertruppe em 1 de Dezembro daquele mesmo ano.[1]

Durante este período, ele serviu continuamente em unidades blindadas, motorizadas ou de cavalaria, comandando sucessivamente o Schtz.Rgt.26 (1 de Dezembro de 1942), 20. Pz.Gren.Brig. (10 de Outubro de 1942) e após a 24ª Divisão Panzer (1 de Março de 1943) e o XXXXVIII Corpo Panzer (21 de Setembro de 1944).[1]

Foi feito prisioneiro pelos Americanos em 3 de Maio de 1945, e libertado em 31 de Março 1947.[1]

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Faleceu em 26 de Abril de 1944 em Konstanz. Foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro (30 de Julho de 1941), com Folhas de Carvalho (23 de Dezembro de 1942, n° 162) e Espadas (23 de Outubro de 1944, n° 105).[1]

Referências

  1. a b c d e f Lannoy 2001, p. 36

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Lannoy, François de; Josef Charita (2001). Panzertruppen: German armored troops 1935-1945 (em inglês e francês). Bayeux: Heimdal. 280 páginas. ISBN 978-2840481515 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.