Memotech MTX

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Memotech MTX
Computador doméstico
Memotech MTX500.jpg

Lançamento: maio de 1983 (31 anos)
Sistema operativo: MTX BASIC, Logo, MTX Noddy
Microprocessador: Zilog Z80A em 4,00 MHz
Memória: 32 KiB (MTX-500) — 64-512 KiB (MTX-512)
Portal Tecnologias da informação

O Memotech MTX foi um computador doméstico britânico de 8 bits, produzido pela empresa Memotech, que anteriormente era mais conhecida por seus módulos de expansão de memória para o Sinclair ZX81 e seu teclado alternativo para o ZX Spectrum.

Fabricado em duas versões (MTX-500 e MTX-512), possuía um belo design, com teclado mecânico e gabinete (de alumínio) pretos. Seu hardware era similar em filosofia ao da linha MSX (embora não tivesse nenhuma relação direta com a mesma).

Como outros microcomputadores lançados no efervescente mercado britânico do início dos anos 1980, o MTX não conseguiu conquistar uma fatia expressiva de mercado e saiu de linha pouco tempo demais. Em 1984, a Memotech fez uma última tentativa de se firmar como fabricante de micros, lançando uma versão aperfeiçoada do MTX-512, o Memotech RS128.

Versões[editar | editar código-fonte]

  • MTX-500: possuía 32 KiB de RAM.
  • MTX-512: possuía 64 KiB de RAM (expansível até 512 KiB).

Características[editar | editar código-fonte]

Memotech MTX na cultura popular[editar | editar código-fonte]

  • Um Memotech MTX-512 (com uma expansão FDX) é utilizado no filme Weird Science, de 1985, para criar uma "namorada digital". Além de exigir uma forte suspensão da realidade, a seqüência mostrava gráficos bem melhores do que os que poderiam ser produzidos com um MTX real.[1]

Referências

  1. Memotech MTX 512 em Starring the Computer. Acessado em 21 de fevereiro de 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre hardware é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.