Merrill's Marauders

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde dezembro de 2009). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Ambox question.svg
Esta página ou seção carece de contexto (desde abril de 2010).

Este artigo (ou seção) não possui um contexto definido, ou seja, não explica de forma clara e dire(c)ta o tema que aborda. Se souber algo sobre o assunto edite a página/seção e explique de forma mais clara e objetiva o tema abordado.

Encontro dos generais Stilwell e Merrill em Burma, durante a Segunda Guerra Mundial

Merrill's Mauraders foi o nome com que ficou conhecida uma força combatente que atuou atrás das linhas japonesas durante a Segunda Guerra Mundial. O nome fez referência ao comandante dos combatentes, General-de-Brigada Frank Merrill.

História[editar | editar código-fonte]

Na conferência de Quebec em agosto 1943, o presidente Roosevelt, o primeiro ministro Winston Churchill e outros lideres aliados decidem lançar uma força atrás da linhas japonesas na Birmânia, com o objetivo de estabelecer a comunicação e o transporte de suprimentos e reabrir a tão necessária estrada que ligava a Índia a China.

O presidente Roosevelt emitiu o pedido presidencial "de voluntários de tropas com experiência na selva para uma operação arriscada algures". A mensagem foi para o QG de general MacArthur no Pacífico Sudoeste, e centros de treinamento na selva em Trinidad e em várias escolas de infantaria dos Estados Unidos. Nenhuma informação a mais foi dada exceto que era exigido que os soldados tivesse "elevado nível de resistência e de vigor físico". Respondendo ao chamado, 960 oficiais e soldados do Caribbean Defense Command com treinamento em selva, 970 soldados e oficiais do Exército com treinamento em selva com base em território norte-americano, bem como 674 veteranos em combate na selva (campanha de Ilhas Salomão e Guadalcanal) e o General MacArthur transferiu 274 voluntários do veteranos em combate do Southwest Pacific Command.

A unidade foi designada 5307ª Unidade Composta e mais tarde veio chamar Merrill's Marauders por causa de seu comandante General-de-brigada Frank Marrill.

Os homens foram enviados a Índia pra treinamento do começo de novembro de 1943 até o final de janeiro de 1944. Ali foram reforçados com o pessoal do Corpo Aéreo e Corpo de Sinaleiros

Os Merrill's Marauders sem dúvida superadas em número pelas tropas japonesas, tinha como objetivo, quase sempre, fraquejar as forças inimigas como, por exemplo, colocando barreiras nas estradas e incentivando as divisões chinesas mais cautelosas que os acompanhavam a atacarem.

Em 17 de maio de 1944, 1.300 Marauders juntamente com 42º e a 150º divisões chinesas, que utilizavam mulas para fazer o transporte de suprimentos, atacaram o aeródromo onde se localizava os suprimentos japoneses na cidade de Myitkyina. A ação foi um sucesso, mas as instalações não puderam ser conquistada de imediato pelas forças ali presentes. Duas divisões chinesas tinham sido repelidas com grandes perdas. A NcAc subestimou as forças japonesas composta de 4.600 homens fanáticos bem armados. Assim os Marauders tiveram que lutar mesmo em situação de monção, o que a piorava. Com as forças chinesas chegando por via aérea finalmente a cidade caiu aos aliados no dia 3 de maio de 1944. O comandante japonês fugiu com aproxidamente 600 de seu homens, 187 japoneses foram feios prisioneiros, e o resto, 3.800 foram mortos em combate.