Mestre Judoca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mestre Judoca
Judô-Master (nome usado na EBAL)[1]
Nome original Judomaster
Outro(s) nome(s) Hadley "Rip" Jaggar
Sexo masculino
Especialidade(s) Artista marcial especializado em Judô.
Afiliações L.A.W.
Criado por Joe Gill
Frank McLaughlin
Primeira aparição Special War Series #4 (Novembro de 1965)
Editora(s) Charlton Comics
DC Comics

O Mestre Judoca ou Judô-Master (Judomaster no original) é um personagem de quadrinhos da DC Comics. Originalmente criado para a Charlton Comics, ele foi depois adquirido pela DC Comics e incorporado ao Universo DC. Estreou em Special War Series #4 (Novembro 1965), criado por Joe Gill e Frank McLaughlin. O Mestre Judoca é Rip Jagger, um sargento que resgatou a filha de um chefe tribal numa liha do Pacífico. O pai da moça agradeceu ensinando-lhe o judô; Rip tornou-se um dos maiores artistas marciais vivos durante a Segunda Guerra, e resolveu usar suas técnicas para combater os nazistas. Durante a Crise nas Infinitas Terras, foi descoberto que Judomaster vivia numa dimensão chamada Terra 4, que comportava outros heróis da Charlton. Quando incorporado ao Universo DC, Judomaster é dito como tendo feito parte do All-Star Squadron, embora não haja histórias descrevendo sua participação. Em Crise Infinita #7, o vilão Bane aplicou-lhe um quebra-coluna, e o matou. Thomas Jagger, o filho de Judomaster, assumiu sua identidade e vingou-se de Bane.

O Judoka[editar | editar código-fonte]

No Brasil, o Mestre Judoca foi publicado inicialmente numa revista da EBAL chamada O Judoka, que além das aventuras do herói, também apresentava novidades sobre judô. A partir do número 7, após o fim das aventuras do Judomaster, foi criado um personagem brasileiro chamado Judoka.[2][3][4]

Referências

  1. Felipe Eduardo Ferreira Marta (2008). «Artes marciais e ditadura brasileira: as histórias se cruzam? Incursões pelas páginas de O Judoka» (PDF). Universidade Nove de julho 
  2. Toni Rodrigues (31 de março de 2005). «Ebal 60 anos: uma celebração». Universo HQ. Consultado em 18 de março de 2010 
  3. Cláudio Roberto Basílio (30 de novembro de 2006). «As artes marcias nas HQs». site HQ Maniacs. Consultado em 18 de março de 2010 
  4. Roberto Guedes (30 de julho de 2005). «Judoka: Do Gibi para o Cinema». site Bigorna.net. Consultado em 18 de março de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]